Comentários [0]

shutterstock_157172630

Nesta segunda-feira (1º), o G1 contou a história de empreendedores que aproveitam o período do Natal para gerar uma renda extra. A chef de cozinha Daniela Zimmer, por exemplo, trabalha com cupcakes, mas no final do ano vende mesmo são tradicionais biscoitos natalinos.

A receita, segundo ela, veio da Alemanha com sua bisavó, há mais de 100 anos. “Todo ano eu procuro fazer um álbum novo para não cansar, mas acaba que os biscoitos sempre ficam”, conta.

Segundo Daniela, para atender a demanda muitas vezes ela precisa virar a noite trabalhando. Em contrapartida, os lucros dobram. “Natal é a época mais linda do ano, né? Então, é sempre gostoso você saber que o seu produto, seu trabalho vai ser presente para uma pessoa querida”, afirma.

Screenshot_2 Forno Industrial Elétrico 95x95cm Duplo 220V FERD110 Venâncio
Por: R$ 4.919,00 à vista
ou 10x de R$ 491,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 4.673,05 à vista

Fonte: g1.globo.com.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 4 de dezembro de 2014.

Comentários [0]

shutterstock_165698459

1- O auto-serviço é uma forma de deixar o consumidor à vontade para um contato mais íntimo com os produtos, escolhendo o que mais lhe agradar.

2- O brasileiro tem o hábito de deixar tudo para a última hora. Porém, a atenção dispensada aos retardatários deve ser igual. Mantenha os mesmos critérios de qualidade e atendimento até o final.

3- Se você depende de fornecedores ou terceirizados para prestar o seu serviço, fique de olho neles. Todo o esforço de atendimento irá por água abaixo se quem lhe presta o serviço de entrega em casa fizer a mercadoria chegar atrasada, danificada ou errada. Lembre-se: pela lei, a loja é responsável por tudo o que um prestador de serviços terceirizado faz.

4- Procure sempre inovar porque não existe cliente fiel a uma marca, produto ou loja; existe sim cliente fiel ao dinheiro e à sua satisfação. Ele é quem decide o que comprar; você o ajuda.

5- Lojas que não oferecem mix e atendimento segmentado, com alto nível de especialização, nem um mix amplo e com preços competitivos, terão sérias dificuldades de se manter em operação. A especialização não exige a concentração de toda a área da loja para um segmento. Podemos usar o conceito de store in store ou corner, ou seja, criar uma “loja” com mix e atendimento especializado apenas em uma área de seu ponto-de-venda, como um canto, uma ilha, um quiosque ou até mesmo uma gôndola, desde que bem sinalizada.

6- Lembre-se: conhecer o cliente pode representar o diferencial entre o seu negócio e o do seu concorrente. Para conhecer o seu cliente, você precisa observar e analisar quem faz compras na sua loja… A observação lhe fornecerá informações preciosas não apenas para conquistá-lo em datas comemorativas, mas durante todo o ano.

O lojista que conhece os desejos do seu consumidor, mesmo quando o mercado enfrenta períodos de baixa, consegue driblar as crises, porque estimula a compra a partir de uma vontade e não de uma necessidade.

7- Um aspecto fundamental é o treinamento em vendas e a sua importância, pois se uma empresa pretende melhorar a produtividade, o treinamento será a peça fundamental no processo. O balconista tem que informar e orientar o cliente sobre as características e atributos dos produtos, fazendo sugestões e tirando dúvidas, nunca incomodando o cliente tentando forçar a venda.

8- Estabelecer metas é importante porque define, ao balconista, o que se espera dele. Reconhecer, premiar e investir neste profissional também.

9- A quantidade de coisas que as pessoas adquirem está relacionada ao prazer que sentem no ato da compra. Conforto e bom atendimento são decisivos nessa hora.

10- Quer compre ou não, o cliente que entra na loja deve ser tratado como uma visita importante que chega à sua casa!

11- Nunca descuide do atendimento e, para ter certeza de que as coisas estão funcionando bem quando você não está na loja, deixe claro o que não deve acontecer na sua loja: vendedores mascando chiclete, pedindo coisas uns aos outros gritando, conversando assuntos pessoais, cantando a música que toca na loja, usando óculos escuros.

12- Para saber como é o atendimento: crie um “dublê de cliente” (ou cliente misterioso, comprador secreto, como quiser), alguém da sua confiança que vai comprar na loja e depois relata exatamente tudo o que aconteceu. É uma ferramenta de controle eficaz e barata. Com ela, você verifica, por exemplo, como estão o conhecimento de produtos, a agilidade, a simpatia e o atendimento. Esse comprador misterioso precisa repetir a dose por telefone (para medir o tempo de espera na linha) ou por e-mail (tempo de resposta, tom da mensagem).

13- Além das comissões habituais, dê prêmios para metas em grupo, para estimular que todos se ajudem durante o trabalho e não tentem atropelar uns aos outros.

14- Para uma atitude correta: vendedores mais seguros e experientes à frente evita situações embaraçosas como “vou consultar o gerente” ou “não conheço bem esse produto”, comprometendo a qualidade do atendimento e os resultados.

15- Motive a equipe com premiações, aumento de comissões, bônus. O importante é que todos estejam empenhados em vender mais!

16- Bom atendimento significa: gentileza, paciência, interesse e conhecimento do produto.

17- Estes são alguns itens odiados pelo público: música alta, balcão bagunçado, propaganda enganosa. Esses são obstáculos que podem ser superados com planejamento e organização.

18- O consumidor valoriza tudo o que facilita o momento de compras (ar-condicionado, estacionamento a preço justo, entrega em domicílio). Entretanto, ele valoriza, em primeiro lugar, a qualidade do atendimento. Só depois é que vêm produto e preço.

19- Uma troca de produto pode significar a diferença entre perder ou conquistar um cliente. Se o vendedor dificultar a troca, fizer cara de má vontade ou qualquer outra coisa, pode se despedir do cliente para sempre. Mas se trocar com boa vontade, como se fosse a coisa mais natural do mundo, a pessoa vai se lembrar disso na próxima vez em que for comprar qualquer artigo.

20- Use a ficha de cadastro para fazer uma pesquisa simples junto aos clientes (pontue o atendimento recebido – ruim, regular, bom, excelente – e peça sugestões de melhoria). É fundamental que o resultado seja lido, cadastrado e analisado com cuidado.

Screenshot_9 Leitor de Código de Barras a Laser Eclipse MK-5145 Preto Metrologic Honeywell
Por: R$ 279,00 à vista
ou 6x de R$ 46,50 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 265,05 à vista

Fonte: natal.sp.sebrae.com.br.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 18 de novembro de 2014.

Comentários [2]

Os lanches rápidos estão sempre em alta, pois são alternativas muito interessantes para as pessoas que não tem o mesmo tempo disponível que outras, então acabam recorrendo a essas opções comuns do dia a dia. A seguir iremos falar, então, de algumas opções de lanches feitos na hora que você pode investir a partir de agora.

 shutterstock_82801342

Vender cachorro quente

A venda de cachorro quente é uma das mais tradicionais desse ramo e quando o assunto é dicas de lanches para vender ele está sempre na lista. Tudo isso porque o famoso “Hot Dog” se tornou algo conhecido em todo o Brasil e as pessoas passaram a consumir na praia, no meio da rua, em praças ou em qualquer outro lugar.

O processo para começar trabalhar vendendo esse tipo de lanche não é nada difícil e exige apenas um pequeno investimento com os produtos para a preparação e um carrinho próprio, que pode ser ambulante ou fixo em um determinado lugar.

Fazer salgados fritos na hora

Montar uma barraquinha e fazer salgados fritos na hora é outra das dicas de lanches para vender, já que isso é algo feito em algumas localidades e pode funcionar muito bem na sua cidade.

O ponto chave para trabalhar dessa forma é encontrar um local com um bom fluxo de pessoas, seja durante o dia ou à noite, e montar uma barraquinha onde possa fritar seus salgados lá mesmo.

São salgados comuns do dia a dia, como pastéis, coxinhas, enroladinhos e muito mais. O grande diferencial é que serão preparados na hora de acordo o gosto de cada cliente, então vale a pena planejar e quem sabe até investir nesse tipo de negócio com cara de inovador.

Vender espetinhos assados

Os espetinhos ou churrasquinhos, como são chamados em outros locais, se encaixam perfeitamente nas nossas dicas de lanches para vender na rua, até porque esse tipo de comida rápida caiu definitivamente no gosto das pessoas independentemente da localidade.

A partir do momento em que você consegue se fixar em um local bastante frequentado pelas pessoas, como uma pracinha, as vendas tendem a ser muito boas.

O ideal então é oferecer sempre produtos com a máxima qualidade e bons complementos como a cerveja, refrigerantes ou mais algum tipo de produto.

Vender batatas fritas na hora

Dentre nossas dicas de lanches para vender eu não poderia deixar de falar da venda de batatas fritas, pois essa é uma opção muito simples de se começar que vem sendo praticada por um grande grupo de pessoas e até mesmo em grandes eventos já é possível encontrarmos pessoas trabalhando com isso.

A verdade é que não há nenhum segredo para se vender batatas fritas na hora, bastando apenas um pouco de dedicação e capacidade de preparar produtos com qualidade.

Você gostou das dicas de lanches para vender?

Nesse artigo, tentamos fazer um pequeno apanhado e trazer dicas de lanches para vender na rua, na porta da escola ou mesmo na faculdade, mas você pode ir muito além disso e começar fazer outros produtos como as pequenas pizzas, misto quente ou outros lanches próprios.

Todos esses alimentos rápidos tem um potencial de vendagem muito bom, pois as pessoas estão consumindo sempre em grande escala. Então comece planejar como será o seu novo negócio e mãos a obra a partir de agora.

Screenshot_1 Carrinho de Hot Dog 1,20mx60cm com Chapa/Molheira/Dep./Guarda Sol CH3 Alsa
Por: R$ 1.369,00 à vista
ou 10x de R$ 136,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 1.300,55 à vista

Fonte: montarumnegocio.com.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 14 de agosto de 2014.

Comentários [0]

Fim de ano chegando e o aumento das vendas também! É nessa época do ano que o comércio em geral tem seus melhores resultados. E claro, alguns movimentos ajudam a alavancar as vendas e a divulgação das lojas. Aqui na Catral, já estamos correndo com os preparativos para a Black Friday, que acontece neste mês, com super descontos em nossas lojas!

[-Catral-]-BF

A Black Friday é um evento já tradicional nos Estados Unidos, feita sempre na sexta-feira após o Dia de Ação de Graças e marca o início das comemorações de vendas do final do ano. Nesse dia é tradição das lojas oferecerem produtos com descontos de até 70%, e muita gente aproveita para comprar!

No Brasil a Black Friday acontece desde 2010 e no ano de 2011 teve o maior volume de transações do comércio eletrônico já registrado. É uma boa oportunidade para aumentar as vendas e fazer sua loja mais conhecida.

Veja algumas dicas para sua loja se dar bem na Black Friday:

– Faça o levantamento dos produtos que estarão com desconto. Confira o estoque do que você já tem à pronta entrega e, se trabalha com produtos personalizados, veja o que é necessário comprar de materiais. Fique atento! Nessa época do ano as vendas aumentam muito, inclusive dos seus fornecedores, então aproveite para estocar materiais e não correr o risco de ficar sem depois.

– Você pode ir criando uma expectativa nos seus clientes avisando sobre os descontos que acontecerão na Black Friday! Pode ser por e-mail marketing ou nas redes sociais, assim ele já vai se preparando para comprar na sua loja.

– Analise quais produtos terão o desconto e onde sua loja pode se destacar gerando desejo de compra. Todo desconto é ótimo e os clientes gostam disso, mas oferecer uma motivação extra para eles é essencial para se diferenciar da concorrência.

– Esteja preparado para atender os clientes. Não demore em dar retorno após a compra ser realizada, responda as dúvidas e questionamentos, passe segurança para seu cliente. Não é porque ele está comprando algo com desconto que vai deixar de exigir um bom atendimento.

– Também se prepare para o envio desses produtos, verifique o estoque de embalagens e brindes. Quanto mais rápido for esse processo, melhor.

– Após as vendas é importante continuar se relacionando com os clientes que efetuaram compras, mande um e-mail perguntado se todo o processo foi bom, se ele gostou do produto… com certeza um bom pós-venda pode significar mais clientes voltando e comprando na sua loja!

– O Black Friday também é uma boa oportunidade para ir se preparando para o Natal. É uma experiência que pode mostrar onde sua loja pode melhorar para vender ainda mais e fazer um final de ano positivo.

Seu comércio vai participar do Black Friday?

Screenshot_8 Leitor de Código de Barras a Laser Solaris MS-7820 Metrologic Honeywell
Por: R$ 799,00 à vista
ou 10x de R$ 79,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 759,05 à vista

Fonte: blog.tanlup.com.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 6 de novembro de 2013.

Comentários [0]

Falta pouco para a data mais esperada do ano e as vendas já começaram a esquentar o mercado. Graças ao recebimento do décimo terceiro salário, as vendas vão aumentar muito. E que tal apostar em mais algumas ideias para lucrar mais ainda?

shutterstock_87803800

01. Organize um bazar

No final do ano a correria é grande e o tempo curto demais, mas se você tiver disposição pode fazer um bazar de Natal. A ideia é organizar algo dentro da temática, oferecendo um lanche cheio de gostosuras natalinas, enquanto apresenta seus produtos. Nessa época, as pessoas estão mais receptivas e, em clima de festa, todos gostam de se reunir.

02. Faça promoções

Essa também é uma boa época para fazer s promoções e queimar os estoques, principalmente de produtos que não estão com grande saída. Procure oferecer a opção de vendas casadas, como “comprando X produto, leve o Y pela metade do preço” ou “leve 2 e pague 1″. É uma maneira de recuperar os valores investidos em produtos e materiais que estão parados sem dar lucro.

03. Invista na divulgação

Se você ainda não apostou na divulgação de sua empresa, esse é o momento de investir todas as fichas. As pessoas precisam saber que a sua empresa existe e que está cheia de produtos relevantes para o Natal. A maneira mais barata, e com ótimos resultados, para divulgação, são as redes sociais. E se você estiver com margem para gastar divulgando a loja, pode investir em links patrocinados, que em geral têm um bom retorno.

04. Prepare o pós-venda

Final de ano é sempre uma loucura para todo mundo, mas isso não pode ser desculpa para atender o seu cliente de forma ruim. Clientes satisfeitos com as compras de Natal com certeza voltarão para comprar novamente. Faça com que a experiência dele seja positiva, e já esteja preparado para eventuais contratempos, trocas de mercadoria, dúvidas, etc. O interessante é não esperar que o cliente venha reclamar ou elogiar, mas se antecipar a isso e já fazer o pós-venda, pergunte se tudo ocorreu bem, se ele ficou satisfeito e o que pode ser melhorado. Com certeza seu cliente vai se sentir querido e vai voltar no ano seguinte.

E você, como está se preparando para as vendas de Natal? Gostou das dicas? Aproveite e adquira esse produto Catral que vai te auxiliar nas vendas para esse fim de ano:

Screenshot_7 Impressora Fiscal Térmica MP4000THFI Preta Bematech
Por: R$ 2.349,00 à vista
ou 10x de R$ 234,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 2.231,55 à vista

Fonte: blog.tanlup.com.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 30 de outubro de 2013.

Comentários [0]

Atire a primeira pedra quem nunca teve vontade de montar um negócio. Seja numa situação de desemprego, seja pela vontade de ganhar autonomia, todo mundo já foi cutucado pelo desejo de se tornar o próprio patrão. Mas a grande questão é: quantos desistem de colocar o seu sonho em prática? A maioria dos “aspirantes” a empresários, com certeza, joga a toalha antes mesmo de dar o primeiro passo. A razão está no medo. As pessoas têm pavor de investir seu dinheiro na montagem de um negócio e acabar perdendo dinheiro.

 

Um exemplo é que cerca de 27% das micro e pequenas empresas paulistas fecham as portas no primeiro ano de existência. Além dos ventos muitas vezes desfavoráveis que afetam a economia brasileira, a razão para o fracasso está na falta de planejamento. Com os pés no chão, a chance de vencer a insegurança e ser bem-sucedido aumenta muito.

 

Os que alcançam o sucesso são aqueles que identificam as oportunidades corretamente e tiram bom proveito delas. E que não se intimidam.

 

Apesar de todos os empecilhos, o número de pessoas que se aventuram em busca de seus ideais é grande no Brasil. Não é à toa que o país está sempre em lugar de destaque quando se fala em empreendedorismo.

 

Se você se inclui no universo de candidatos a empreendedores que têm vontade de montar um negócio, mas estão tomados pelo medo dos riscos e incertezas, faça uma visita à Catral, e conheça o departamento de equipamentos comerciais: bit.ly/O585LV

post

 

Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 26 de junho de 2013.

Comentários [0]

Já tem a sua empresa e quer aumentar as suas vendas e, consequentemente, seus lucros? A Catral te mostra como vender mais. Confira!

 

como vender mais

 

Para aumentar as vendas é necessário, primeiramente, ter uma equipe de vendas especializada, que entenda bem dos produtos que você oferece. Para isso, invista em treinamentos e cursos, além de estipular metas e oferecer prêmios para os funcionários que mais se destacarem. “O empreendedor precisa mostrar que conhece e confia no que vende e passar isso para os outros”, afirma Luiz Cláudio Gomes, especialista em vendas. Com vendedores que conheçam bem os tipos de produtos oferecidos e o estoque, fica bem mais simples atender e até superar a expectativa dos clientes.

 

Crie um vínculo com seus clientes, buscando sempre entender e atender as necessidades deles, com bom atendimento, cordialidade e educação. “A venda deve ser uma parceria com o cliente”, ressalta Gomes.

 

Jamais minta. Isso talvez não seja fatal para uma venda, mas pode acabar com o seu negócio. “Tem gente que acha que mentir ajuda a vender mais. Isso é um erro”, afirma o especialista.

 

Ofereça um atendimento personalizado.  Tente, pelo menos, lembrar o nome do cliente durante todo o processo de vendas, principalmente se ele visita a empresa constantemente. “É importante porque mostra a atenção que é dada ao cliente”, diz.

 

Evite discordar do cliente.  “É possível não concordar sem bater de frente”, diz Gomes. Se o cliente disser que não gosta de um produto de determinada marca, não precisa concordar com ele, mas apenas ser simpático. “Basta dizer que outras pessoas também não gostam, mas que existem outras opções que podem agradá-lo.”

 

Fidelize o cliente, convencendo-o sempre a voltar.  Para isso, tenha um estoque pronto para atender a demanda. “O cliente volta quando encontra o que procurava”, explica o especialista. Além disso, invista num atendimento impecável, pedindo que o gerente converse com os clientes e pergunte como foi sua experiência de compra. E também, acompanhe o processo de pós-venda. “Telefone ou mande um e-mail para saber se o produto atendeu as expectativas”, sugere.

 

Gostou? Além de te ajudar com várias dicas, a Catral oferece os equipamentos mais modernos do mercado para equipar o seu negócio, como essa impressora fiscal e esse leitor de códigos de barras!

 

Zé Catral

Fonte: Dicas de Negócio.

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 19 de junho de 2013.

Comentários [0]

Escolher o forno certo para seu restaurante é essencial para que seu negócio seja um sucesso. Não é uma tarefa muito fácil, então a Catral vem com algumas dicas para você escolher o produto ideal para sua empresa.

Os fornos a gás têm como principal vantagem sua facilidade em esquentar e esfriar, o que é uma mão na roda na hora de preparar vários pratos seguidos que peçam temperaturas diferentes. Além disso, o calor no ambiente se dissipa mais rapidamente, já que os fornos a gás esfriam mais rápido.

O preço do gás, em comparação com a energia elétrica, é bem menor, sendo essa uma vantagem bastante significativa, fazendo seu negócio mais econômico. E, por eles serem maiores, são ideais para assar tortas e carnes, uma vez que eles esquentam mais na parte de baixo, não correndo o risco de queimar a cobertura e a parte de cima dos alimentos.

A desvantagem do uso do forno a gás em restaurantes é o fato de que ele não distribui o calor da mesma maneira em todo o forno. Além disso, ele não possui um controle da temperatura tão preciso quanto o presente nos fornos elétricos. Sua instalação é um pouco mais cara e necessita de uma rede de gás ou de botijões, mas esse valor mais alto é compensado pela economia gerada em longo prazo pelo preço do gás ser reduzido.

Agora que você já conhece as vantagens e desvantagens, venha para a Catral e escolha o melhor para seu restaurante.

 

Zé Catral
 
Fonte: Perfecta
Foto: Divulgação

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 20 de setembro de 2012.

Página 1 de 3123
Busca
Mais consultados
Conheça o nosso site
Vídeos
Curta nossa Fanpage
Siga-nos no Twitter
Ofertas exclusivas por e-mail