Desde sua criação, os uniformes perderam a característica de simples padronização para uma função mais ampla, que vai de segurança ao fortalecimento da marca. A tendência atual é personalizar os uniformes visando fortalecer a marca, casando com o ambiente e com o conceito do local. Para os restaurantes, o uniforme ajuda a diferenciar colaboradores e definir o setor dos funcionários. Por exemplo: o uso de uniforme no salão do restaurante diferencia garçons e atendentes dos clientes.

O uso do uniforme na área de produção de alimentos refere-se, prioritariamente, à segurança alimentar. Tendem a ser de cor branca, ajudando na higiene por facilitar à visualização da sujeira e permitindo que seja trocado/substituído. O avental protege o uniforme principal, evitando sujeira desnecessária. Em relação aos calçados, botas de couro com ferro nas pontas são ideais para cozinhas, e não as comuns botas brancas emborrachadas. As botas de couro evitam acidentes com facas e panelas. Solados emborrachados são indispensáveis, impedem choques elétricos e quedas. Toucas e luvas são acessórios complementares em quase todas as áreas de um restaurante.

A escolha do tecido também é de suma importância. Deve-se levar em consideração o ambiente de trabalho, sua temperatura, a flexibilidade do tecido, dentre outros. Tecidos sintéticos são altamente inflamáveis, devendo ser evitados nas áreas de produção de alimentos. Neste caso, a melhor opção são os uniformes feitos de algodão. Para garçons, é ideal um tecido que não amasse facilmente e que permita conforto a quem usa. Tecidos sintéticos são indicados por possuírem uma vasta gama de cores, permitindo ao estabelecimento escolher a cor de acordo com seu perfil.

Escolha o uniforme da sua equipe de maneira que eles se sintam confortáveis e “vestindo a camisa” da empresa. Usar uniforme é vestir-se para trabalho de maneira prática e elegante, representando a empresa da melhor maneira possível.

Zé Catral
Fonte: gestaoderestaurantes.com.br
Foto: Divulgação

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 19 de março de 2012.