Não faz muito tempo que os supermercados e fornecedores perceberam um novo nicho: os “singles”. Hoje eles já são 7 milhões e não representam mais um nicho. São várias as razões pelas quais esse público cresceu mais de 70% nos últimos dez anos: o envelhecimento da população (quase 40% deles tem mais de 60 anos), a emancipação feminina (3,4 milhões de mulheres vivem sozinhas no Brasil, contra 3,6 milhões de homens), o aumento dos divórcios e por aí vai. Eles se multiplicaram e, para levá-los para seu supermercado, você precisa saber mais sobre eles.

Simone Terra, consultora de varejo, afirma que a indústria brasileira ainda não se abriu para produtos voltados para os singles. Com isso, eles, cansados de jogarem alimentos perdidos no lixo, são obrigados a deixarem de comprar certos produtos. Alguns trocam leite por iogurte, comprando geralmente um ou dois copos em vez de um pack, pão de forma por torradas, pelo prazo de validade maior, legumes por sopas individuais prontas. Tudo isso para não evitar o desperdício e não jogar dinheiro fora.

“Na gôndola tem lasanha, pizza e lanche em porção individual, mas não tem uma refeição típica do brasileiro. Da mesma forma, nem sempre o varejo abre espaço para pequenas porções de industrializados.”, afirma Simone. É dever dos supermercadistas ficar atentos a tudo que possa ser colocado no mercado focando esse público. Pequenas porções de carnes e queijos embalados, ou sua venda a granel, e disponibilização de pratos prontos em pequenas quantidades nas rotisserias é uma opção. Para ajustar o mix e os preços, fique atento a tudo: o que eles colocam no carrinho, como vão para a loja (de carro ou a pé) e, principalmente, se encontram tudo que procuram. Só assim seu supermercado poderá entender o perfil de consumo e desenvolver ações e campanhas que tornarão sua loja o melhor lugar para as compras.

 
Zé Catral
 
Fonte: Supermercado Moderno
Foto: Divulgação

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 13 de setembro de 2012.