Comentários [0]

shutterstock_2205265

1- A loja, obviamente, deve ser um lugar agradável de ficar. O desconforto encurta a visita e diminui as vendas. Tenha cadeiras extras (dobráveis) e, se possível, alguns brinquedos ou revistinhas para os pequenos. Uma criança agitada faz o cliente ter pressa de ir embora.

2- A vitrine é o cartão de visitas da loja. Se não encantar o consumidor, ele provavelmente não entrará e o comerciante perderá a oportunidade de venda, sobretudo na chamada compra por impulso.

3- Aposte nas vitrines e na comunicação visual para ganhar clientes e maior competitividade. O cenário precisa ser adaptado ao produto, à data e ao espaço da vitrine, mas nunca deve ser o elemento principal.

4- A vitrine é a vedete da decoração, evite repetir anos a fio o mesmo tema e elementos desbotados.

5- Para uma boa vitrine: a área central é seu ponto mais nobre e deve ser reservada para a mercadoria que você vende mais. Fica a cerca de 1,60 m do chão, no meio da vitrine. Essa mercadoria deve estar em primeiro plano. Coordene para que as cores fiquem harmônicas, obedecendo o espaço entre uma mercadoria e outra de no mínimo 10 cm.

6- Não descuide dos focos de luz, mantendo os mais fortes nas mercadorias que devem ter maior atenção do consumidor. Verifique sempre os spots.

7- Organize todos os preços, mantendo-os do mesmo lado em todas as mercadorias para neutralizar a sua interferência.

8- Produtos em alturas diferenciadas dão sempre uma sensação de ritmo e movimento.

9- Opte pela ambientação com jeito de residência, para o cliente se sentir em casa.

10- Use, no interior, elementos versáteis e móveis.

11- Evite excesso de balcões, para não criar barreiras entre cliente e vendedor.

12- Crie pontos focais na área de exposição, para destacar a importância de um produto ou de um mix (em lojas de roupas, por exemplo, mostrar como ficam peças combinadas; em alimentos, agrupar principais e complementares).

13- Mantenha-as sempre cheias, com os principais produtos bem visíveis. Deixe tudo muito limpo e impecável.

14- Em lojas de vestuário, abuse dos degradês, com peças em poucos dobramentos.

15- Coloque as araras em altura confortável para a clientela.

16- Quando a loja for self-service, deixe os preços bem visíveis.

17- A decoração serve para ambientar o produto e não para competir com ele, atente para a adequação do estilo proposto com o cliente, para que ele se enxergue usando aquele produto.

18- Qualquer comerciante, independentemente do tamanho do seu negócio, pode montar uma bela vitrine, basta usar a criatividade. Uma boa dica é usar materiais alternativos, ecológicos ou reciclados, comprar ou fazer parcerias com organizações de inclusão social é sempre uma boa maneira de encantar o cliente, que está cada vez mais consciente da sua responsabilidade como consumidor.

19- Cuidado para não transformar a sua vitrine num ambiente poluído: mostrar ”tudo” o que tem na loja dificulta a visualização e evita que o cliente se detenha para apreciá-la.

20- Atenção com os cartazes de ofertas, promoções, condições de pagamento ou liquidação: é necessário informar, mas com discrição.

21- Ao arrumar a vitrine, evite utilizar fio de nylon muito grosso, que pode ser visto de longe. O ideal é o de 0,20mm de espessura.

22- Cuide para que não haja mercadoria amarrotada, o que é fácil de ocorrer em momentos de grande movimento.

23- Evite expor juntas mercadorias de qualidade diferente ou sem afinidade, como por exemplo, um tecido de seda ao lado de outro para forrar colchões.

24- Fique atento à escolha de cores ao elaborar a sua vitrine, estudos comprovam que as cores têm influência direta no comportamento humano de acordo com as sensações que transmitem. Algumas dicas:

vermelho – remete a atividade, força, poder, paixão.

laranja – faz lembrar saúde, sol, verão.

amarelo – estimula o sistema nervoso, convida à ação, transmite vivacidade.

verde – sugere paz, esperança, faz lembrar natureza, juventude, vigor.

azul – é repousante, sugere calma, frescor, descanso, equilíbrio.

violeta – acentua atmosfera de profundidade, introspecção, misticismo.

branco – sugere pureza, leveza, limpeza, delicadeza.

preto – transmite elegância, sobriedade, austeridade.

25- Preço e formas de pagamento visíveis na vitrine atraem clientes.

26- As gôndolas e os corredores oferecem facilidade de circulação do público dentro da loja. Mas cuidado para não deixar espaços muito amplos para que a loja não dê a impressão de vazia.

Screenshot_2 Impressora Térmica de Código de Barras GC420 Zebra
Por: R$ 1.099,00 à vista
ou 10x de R$ 109,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 1.044,05 à vista

Fonte: natal.sp.sebrae.com.br.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 20 de novembro de 2014.

Comentários [0]

A ABIP, em parceria com o SEBRAE e o Programa Alimento Seguro, criou o guia Boas práticas na panificação e na confeitaria – da produção ao ponto de venda, com o objetivo de reduzir os riscos dos alimentos a população. Clique aqui e faça download.

 
Zé Catral
 
Fonte: ABIP
Foto: Divulgação

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 18 de setembro de 2012.

Busca
Mais consultados
Conheça o nosso site
Vídeos
Curta nossa Fanpage
Siga-nos no Twitter
Ofertas exclusivas por e-mail