Com uma gestão pautada em sempre ouvir seus clientes, a marca Famiglia Mancini já começou bem: dois dias antes de abrir o restaurante, em maio de 1980, o empresário Walter Mancini marcou folhas de papel com as palavras ‘críticas’, ‘sugestões’ e ‘elogios’, e colocou sobre as mesas.

 

 

“O dono do negócio não consegue observar tudo. Por isso precisa da ajuda dos outros, para saber o que acontece quando ele está dormindo, quando ele não está olhando”, afirma Mancini. “A coisa mais importante é deixar o cliente se manifestar, permitir que os funcionários falem o que pensam, pedir ajuda para todo mundo. Eu não mudo a cor de uma parede sem consultar, pelo menos, 20 pessoas.”

 

E com essa visão, nos últimos 30 anos, além da cantina Famiglia Mancini, o empresário criou o Walter Mancini Ristorante, a Pizzaria Famiglia Mancini, a lanchonete Central 22, o restaurante de pescados Madrepérola e o piano-bar Camarim 37, além da galeria e loja de arte Calligraphia. Todos os estabelecimentos ficam na Rua Avanhandava, no centro de São Paulo, e recebem juntos uma média de 50 mil clientes por mês.

 

Sem nenhuma formação acadêmica, Mancini aprendeu tudo com a vida e, claro, com seus clientes e funcionários. “Os meus negócios são fruto da inteligência coletiva, são ideias pensadas por muitas cabeças.”

 

Foi ele quem criou uma “vitrine de comidas” para servir petiscos por peso, popularizou o uso do marketing cultural e fez dos cartões-postais um tipo valioso de divulgação. Atualmente, são enviados cerca de 6 mil cartões mensalmente, o que custa mais ou menos R$ 10 mil, mas é recompensado pela grande frequência de turistas em seus restaurantes.

 

Walter Mancini, em 2006, percebendo que a degradação do centro de São Paulo poderia atrapalhar os negócios, organizou a reforma da Rua Avanhandava, com o auxílio da operadora Visa e da Prefeitura, e transformou a área em bulevar.

 

Quando foi perguntado sobre o motivo das suas empresas estarem sempre lotadas, Mancini disse repetir a mesma resposta há 30 anos: “Eu vendo o lugar, o instante, a emoção”. Mesmo vários críticos gastronômicos dizendo que a massa da Famiglia Mancini é mole demais, tem molho demais, o empresário afirma: “Só faço o que o público gosta”.

 

Sempre cheia de filas, a sua cantina recebe os clientes com petiscos – e ninguém parece se importar com a espera. E, às vezes, Mancini conversa com os clientes, pergunta se está tudo bem. “Você tem que gostar do que faz. Quando cria um negócio, precisa perseguir o seu sonho, e não a moeda. O dinheiro é consequência.”

 

Você se inspirou na história da marca Famiglia Mancini e quer abrir a sua empresa? Na Catral Você encontra todos os equipamentos de automação que precisa!

 

Balança Eletrônica 15Kg com Impressora Integrada Prix 4 Uno Com RS 485 Toledo
Por: R$ 2.549,00 à vista
ou 10x de R$ 254,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 2.421,55 à vista

 

Confira outros produtos no nosso site: http://www.catral.com.br/.
Zé Catral

Fonte: PME.
Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 25 de janeiro de 2013.