Independente da idade, o sonho do próprio negócio pode ser realizado quando se desejar. Porém, alguns fatores podem ajudar a saber se vai dar certo ou não, de acordo com perfil de cada pessoa. Alguns preferem começar quando terminam a faculdade, outros esperam um pouco mais. Contudo, o mais importante é fazer uma autocrítica para saber se é bom empreender com determinada idade, e também, entender que riscos e problemas podem aparecer em qualquer fase da vida.

Para o presidente da Fran Systems, Batista Gigliotti, “Empreender é possível em todas as idades, contudo o profissional deve ficar atento às oportunidades do mercado”. E há alguns pontos positivos e negativos de abrir um negócio em cada faixa etária, segundo ele. Confira:

 

20 – 30 anos: Batista diz que nessa fase a pessoa é mais empolgada e cheia de energia e, por morar na casa dos pais, não precisa pagar determinadas contas, o que ajuda a aumentar o capital de investimento. “Ele também está mais criativo e cheio de ideais”. Além disso, se o negócio não der certo, é mais fácil que o jovem encontre um emprego em outro lugar.

Contudo, nessa fase, a pessoa ainda é imatura e inexperiente, o que pode prejudicá-la, devido ao grande entusiasmo, que não o deixa avaliar bem o mercado. Segundo Batista, é necessário que o empreendedor tenha mais que um conhecimento técnico, ela “precisa de gestão e trato com as pessoas”.

 

30 – 40 anos: Com essa idade, a pessoa está mais cautelosa, tem mais conhecimento, e não quer mais ter chefe. Por isso, Batista diz que é uma boa hora para abrir uma franquia, pois oferece escala maior com risco menor.

Porém, ele explica que nessa fase, o profissional provavelmente já está casado, tem filhos e emprego fixo, que pode dar a ele uma estabilidade maior. Uma dica nesse caso, é que apenas um dos cônjuges empreenda, enquanto o outro ajude com a renda fixa.

 

40 anos ou mais: O profissional com essa idade já está mais experiente e maduro, o que garante segurança nas suas ações. “Não precisa mais de emprego fixo, de chefe, começa a querer realizar um projeto antigo. Tem economias, os filhos estão criados, tem maturidade e vida e experiência”.

O que pode atrapalhar, nessa fase, é errar ou elaborar mal um planejamento. Se o profissional investir mais que 30% das economias, ele pode perder o negócio, pois não terá mais tempo de recuperar o valor, e voltar para o mercado de trabalho pode ser bem difícil nessa idade.

 

Mais de 50 anos: A pessoa, nessa fase, quer realizar um sonho ou ter uma aposentadoria tranquila. Por ter mais dinheiro guardado, que economizou durante toda a vida, é possível investir e lucrar com várias áreas diferentes.

 

Zé Catral

Fonte: Info Money.
Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 22 de outubro de 2012.