Comentários [0]

Numa pesquisa realizada pela NRA (Associação Nacional de Restaurantes dos Estados Unidos, na sigla em inglês) foram reveladas as 10 principais tendências para restaurantes em 2013. Uma das mais fortes é a utilização de alimentos produzidos localmente, até dentro do próprio estabelecimento, além da criação de menus para crianças, e a venda de pratos sem glúten. Confira!  

1. Carnes e frutos do mar produzidos localmente;

2. Frutas e verduras produzidas localmente;

3. Cardápios com pratos saudáveis para as crianças;

4. Sustentabilidade;

5. Nutrição infantil;

6. Novos cortes de carne;

7. Hortas cultivadas especialmente para o restaurante;

8. Pratos sem glúten;

9. Frutos do mar explorados de forma sustentável;

10. Grãos integrais em refeições para crianças.

 

Interessante, né? Já é bom você ir preparando seu restaurante de acordo com essas tendências, para estar sempre à frente dos concorrentes. E se precisar de dicas infalíveis e equipamentos modernos, pode contar com a Catral!

 

Zé Catral

Fonte:  Folha de S. Paulo.
Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 28 de dezembro de 2012.

Comentários [0]

Com a rotina agitada que as pessoas vivem hoje, todos buscam cada vez mais comodidade, principalmente na hora de cozinhar, pois é algo que não costuma ocupar grande parte do seu dia a dia. Por isso, o mercado de comidas práticas tem crescido bastante, especialmente o de misturas para bolos, como os cupcakes. 

As misturas para preparar esses bolinhos já se encontram nas gôndolas de grande parte dos supermercados, que sabem que os cupcakes conquistaram muitos consumidores no Brasil, e tem alcançado cada vez mais pessoas, pois já é uma tendência em outros países há algum tempo.

Elas são as queridinhas do consumidor moderno, que não tem tempo para preparar receitas que precisam de um período maior para ficarem prontas. E, embora as vendas desses produtos ainda se encontrem em fase de ascensão, é extremamente importante que os varejistas os tenham em seu supermercado, pois isso acaba aquecendo mais as vendas e mostra que a empresa é atenta às novidades do mercado.

Quando o supermercadista vai definir o mix de produtos da sua loja, deve entender o conceito de primeira marca e primeiro preço. O ideal é que a empresa atenda todos os perfis de renda, oferecendo produtos de primeira linha (primeira marca) e produtos de segunda linha (primeiro preço), com diferenciação de valores entre os produtos. É importante que ele compreenda o que os consumidores querem, analisando, entre outros fatores, a média de potencial de consumo e a renda do público da loja.

Também é fundamental levar em conta a localização dos produtos dentro da loja. As massas para bolos devem estar perto dos farináceos. Assim, quando a pessoa for comprar uma farinha de trigo para fazer um bolo tradicional, por exemplo, já vê as diferentes misturas para bolos e pode decidir pela praticidade, optando pelas pré-misturas. Outra ideia é deixar esses produtos na seção de especiarias doces, para que as pessoas que já utilizam, possam encontrar as misturas com mais facilidade.

Para conquistar os clientes e estimular a compra desses produtos, alguns supermercadistas tem oferecido degustações dos bolos prontos, preparados com massas de diversas marcas e sabores diferentes. Dessa forma, as pessoas acabam deixando de lado o conceito de que as massas prontas tem qualidade inferior a das artesanais.

Outro fator importante é o preço. Mesmo com o crescimento do consumo das pré-misturas, muitas pessoas optam por fazer um bolo artesanal por achar mais barato. Por isso, realizar promoções pode conquistar esses clientes, que começam a comprar as misturas pelo excelente custo-benefício. Como o bolo tem presença garantida no café da manhã e no lanche da tarde dos brasileiros, não há sazonalidade. Por isso, as promoções devem ser feitas para alavancar as vendas quando esfriarem um pouco.

De acordo com o consultor de varejo, Alex Nunes, deve ser dada muita importância ao ponto de venda:  “Este local vai tangibilizar todo o esforço de marketing feito anteriormente como forma de proporcionar uma ótima experiência de compras”. Dessa forma, é importante que o varejista crie promoções, ações e elementos interessantes para os clientes, tudo diferente do que a concorrência oferece. Estar atento às tendências do mercado, vendendo sabores diferentes, também é essencial para que as vendas atinjam um equilíbrio.

Sobre a divulgação do produto, o consultor diz que: “As classes C, D e E são mais suscetíveis a ações de PDV, sobretudo às degustações e promoções de produtos. Assim, pode ser um erro generalizar estas ações focando nas classes A e B, que tem um poder aquisitivo maior”.

Não há dúvidas de que o mercado de misturas para bolos está em constante crescimento. Dados da Nielsen mostraram que entre 2008 e 2010, as vendas cresceram 0,8%, atingindo o total de 64 mil toneladas. Por isso, é muito importante investir na venda e reposição de estoque para que os clientes encontrem bastante variedade na sua loja e não fiquem insatisfeitos com os produtos disponíveis.

 

Zé Catral

Fonte: Revista Gôndolas
Foto:  1 e 2

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 1 de outubro de 2012.

Busca
Mais consultados
Conheça o nosso site
Vídeos
Curta nossa Fanpage
Siga-nos no Twitter
Ofertas exclusivas por e-mail