Abrir uma frutaria hoje em dia é uma aventura que requer um pouco de capital e alguns contatos, mas sobretudo, muita confiança em si mesmo, energia e perseverança. Neste artigo, daremos algumas dicas para a hora de abrir uma frutaria, desde a documentação, burocracia, finanças, fornecedores de frutas, processos de conservação das frutas, devolução, etc.

 shutterstock_120973678

Instruções

Um dos aspectos chave ao abrir uma loja de frutas e legumes é a contratação de funcionários, pois a atenção ao cliente é bastante individualizada e, por isso, ter uma pessoa amável e atenciosa pode fazer com que os clientes voltem para comprar.

Se você pretende abrir uma loja de frutas e legumes, uma das coisas mais importantes é a localização, você deve procurar uma rua bastante movimentada, se possível para pedestres. Uma boa localização para este tipo de lojas, são os mercados municipais ou perto de açougueiros, uma vez que, o público-alvo é geralmente o mesmo.

Uma das maiores vantagens para montar uma loja de fruta é que não apresenta muitas dificuldades, uma vez que não requer experiência prévia nem formação, se bem que é conveniente conhecer como se trabalha no setor. Será ideal que os empreendedores estejam dispostos a adquirir conhecimentos sobre os artigos e o funcionamento do negócio.

No que diz respeito às margens de um negócio de frutaria, a primeira coisa a considerar é que os produtos são vendidos a preços diferentes e alguns deles perdem valor ou são considerados perda total. Assim, a margem bruta no preço de compra estimado pela indústria para uma pequena empresa que vende frutas e legumes oscila entre os 30 e os 40%, sobre o preço de compra. O empreendedor terá de descontar os desperdícios, que rondam os 5-10% da mercadoria comprada. Para este estudo, foram consideradas tendo em conta os resíduos possíveis, uma margem bruta de 28% sobre as vendas equivalente a uma margem de 38,9% sobre as compras.

O setor das frutarias é um dos maiores subsetores da alimentação, a frutaria é o estabelecimento mais estável na venda dos seus produtos. Além disso, enquanto as vendas em produtos como os lacticínios, alimentos embalados, etc, cresceram nas grandes superfícies, as frutas e legumes continuam a ser compradas principalmente nas frutarias tradicionais. Isto acontece porque a maioria dos consumidores associam mais frescor e qualidade das frutas e legumes que se vendem em frutarias do que as vendidas em supermercados e hipermercados, mas a maioria das compras feitas nas grandes superfícies têm, maioritariamente uma periodicidade de 15 dias ou um mês. A procura deste tipo de produtos vem principalmente do ambiente imediato da sua localização. Assim, os clientes são as famílias que vivem em zonas urbanas ou pessoas que passam frequentemente por essa zona. Por estas razões recomendamos que abra uma frutaria em zonas de grande afluência e muita população.

A chave para o sucesso de uma frutaria é oferecer sempre produtos frescos de qualidade e preços competitivos e, sobretudo, um tratamento de excelência.

Para conseguir uma oferta de qualidade, é fundamental conhecer os gostos dos clientes e ir adaptando progressivamente a variedade de produtos às necessidades dos clientes. Por exemplo, atualmente há empresas que estão a expandir a sua oferta para produtos exóticos e orgânicos, enquanto que outras estão a introduzir a venda através da internet.

Uma boa maneira de conhecer que produtos gostam os clientes e de tornar os clientes conscientes dos nossos produtos é dar-lhes a provar. Para isso, pode fazer degustações de novos produtos que pretenda incorporar na oferta da frutaria ou produtos sazonais.

Também é fundamental diferenciar-se da sua concorrência, mediante serviços que acrescentem valor para os clientes. Por exemplo, pode permitir que o cliente faça a sua encomenda por telefone, e se este não tiver disponibilidade para se deslocar ao supermercado, se pode fazer a entrega a domicílio.

A estratégia de preços de uma frutaria deve basear-se em oferecer um produto de qualidade a preços competitivos. Portanto, o preço vai ser orientado com base em preços competitivos, tendo em conta que haverá determinados artigos que terá de vender a preços agressivos, especialmente no início, para tentar atrair o cliente e testar o produto.

Os custos e os passos a ter em conta para abrir uma frutaria são os seguintes:

Aluguer ou compra do local

Acondicionamento do local (sinais exteriores, estantes, etc.)

Câmara frigorífica

Primeira compra de frutas e verduras

Escolha da forma jurídica (sociedade anônima, sociedade por quotas, etc.) valores aplicáveis mediante o seu país

Screenshot_3 Balança Eletrônica sem Bateria e sem Saída Serial Prix III Light Toledo
Por: R$ 499,00 à vista
ou 10x de R$ 49,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 474,05 à vista

Fonte: negocios.umcomo.com.br.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 6 de fevereiro de 2014.