Não há dúvidas de que o Natal é a melhor época do ano para os supermercadistas, e ter um estoque completo e bastante preparado é muito importante para se vender bem. A maioria dos compradores acredita que o ideal é aumentar o estoque pensando na sazonalidade de Natal, de agosto até o dia 20 de outubro. Mas, segundo o professor Claudio Felisoni de Angelo, presidente do conselho do Programa de Administração de Varejo (Provar) e Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (Ibevar), o melhor é aproveitar a época de preços baixos na indústria e o câmbio favorável para formar os estoques.  Para te ajudar a saber qual o momento certo para fazer essas compras, a Catral trouxe algumas dicas. Confira!

Para as negociações feitas dentro do país, as compras começam em setembro, para que as mercadorias cheguem às lojas em outubro e o clima de final de ano seja antecipado, junto com a pré-disposição do cliente para comprar mais, segundo o executivo de vendas, serviços e operações da rede ABC, Thúlio Fernandes Martins. Agora, sobre as compras realizadas no exterior, ele diz que algumas encomendas são feitas até um ano antes, como na Ásia, por exemplo.

Martins também explica que os principais produtos a serem comprados são presentes, utilidades domésticas, frutas, frutas secas, vinhos, aves, azeites e geleias. Além disso, a venda de pneus tem crescido muito, pois nessa época, as pessoas costumam realizar revisões nos carros para viajar. Para escolher quais produtos comprar e em qual quantidade, é necessário analisar as vendas dos anos anteriores, e calcular de 15% a 20% a mais.

Já o professor Felisoni, acredita que as compras de varejo realizadas dentro do país não devem ser feitas num certo mês, mas de acordo com o estoque da indústria. Segundo ele, se deve observar a lei da oferta e procura, aproveitando a fase de alta dos estoques das indústrias para comprar. Mas, para as importações, ele afirma que o momento de negociação se determinará pelo câmbio. Ele diz: “é melhor não colocar todos os ovos no mesmo cesto”. “Vá comprando aos poucos para diluir os riscos”.

O ponto fraco dessa estratégia de estoques por oportunidades é que a compra antecipada imobiliza e diminui o capital de giro. Por isso, é ideal que o comprador analise o que é mais vantajoso: a compra a preços baixos, com o dinheiro parado, ou o investimento de capital e adiamento da compra, sob o risco das oscilações do mercado.

O diretor comercial do Super Kilo, Felipe Spagnuolo Pinheiro, afirma que as empresas devem planejar o quanto querem vender e, em cima disso, formar o estoque. Segundo ele, as compras podem ser feitas em outubro, pois nessa época (que já é tarde), as indústrias diminuem o preço para concorrer entre si. Mas ele avisa que cada empresa deve ter sua própria estratégia, e que as aves devem ser compradas com antecedência.

Mas é bom ficar de olho no mercado. Segundo o Felisoni, as vendas deste ano serão metade das do ano passado. Porém, é bom apostar nas vendas por impulso, através da oferta de produtos inusitados, e sempre investir no cliente, pois ele fará suas compras onde foi mais bem atendido o ano inteiro.

 

Zé Catral

 
Fonte: Revista Gôndola
Foto: We Heart It

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 11 de outubro de 2012.