Depois de trabalhar 25 anos como funcionário em multinacionais, o químico Eduardo Martinez de Almeida, de 47 anos, começou a planejar a abertura do seu próprio negócio.

 

Em 2008, mesmo sem capital inicial próprio, buscou crédito no banco e, com muito planejamento e um bom plano de negócios, conseguiu financiar o investimento total necessário para abertura, que na época foi cerca de R$ 400 mil. Desde essa época, sua empresa de cosméticos, Star Active, cresce por volta de 20% ao ano e comercializa para o Brasil inteiro.

 

Almeida teve que trabalhar muito para convencer o banco de que o negócio traria retorno, e realizou seis meses de pesquisas sobre o mercado a fim de elaborar o Plano de Negócios. “Os bancos vendem dinheiro, é o comércio deles. A partir do momento que você mostra para ele a viabilidade do negócio, os riscos inseridos, e ele confia, ele financia”, diz. O empresário conseguiu financiar o valor em 72 meses e disse que ainda está pagando as prestações, mas o retorno que a empresa já alcançou permitiria até quitar o valor se fosse conveniente.

 

Com a história de Almeida é possível entender que não basta ter uma boa ideia para conseguir um financiamento, é necessário desenvolver um Plano de Negócios, pois é ele que vai dar credibilidade e convencer o banco de que vale a pena financiar. Isso porque no Plano o empresário vai avaliar itens como demanda, custos, lucro e capital necessário, o que vai impedir a empresa de fechar logo depois de sua abertura.

 

O Plano de Negócios deve ter o mapeamento do negócio, com informações sobre a empresa e seus produtos, a estratégia para angariar os lucros e a projeção financeira do negócio. Veja um modelo aqui. E o mais importante é pesquisar. Apesar de simpatizar com a área e ter experiência como químico, Almeida fez um curso para empresários e buscou todas as informações antes de abrir a empresa.

 

“Eu comecei a buscar o que produzir, o que o mercado queria (…). Fiz o plano para saber o investimento, o capital de giro de no mínimo seis meses. Quando você faz o plano tem que levar em consideração tudo o que precisa para a empresa funcionar, inclusive os próprios funcionários”, afirma.

 

Conseguir um empréstimo é bem difícil, apesar da Selic (taxa básica de juros) estar atualmente em 12,5%, e é ainda mais complicado conseguir lucros logo de cara para conseguir pagar o empréstimo. Sem oferecer garantias reais, como bens, você não vai conseguir empréstimos.

 

É essencial pesquisar muito, para analisar se o investimento não está acima do que você está pensando, e lembrar que você tem contas fixas em casa para pagar mensalmente. O ideal é que você procure um banco onde já tenha histórico ou bom relacionamento como pessoa física, ou até começar a empresa e, depois de alguns meses, pedir o empréstimo.

 

“Na vida de micro e pequeno empresário tem que se preparar, gostar muito do que faz e ter determinação (…). Quando você gosta do que faz e acredita, essa mudança de empregado para patrão é imediata. O empreendedorismo está em todos nós, até para casar a gente precisa se vender”, diz Almeida.

 

Gostou do depoimento do empresário e decidiu abrir o seu próprio negócio? Na Catral você encontra os melhores produtos para equipar a sua loja, com qualidade e ótimos preços. Um deles é essa impressora!

Impressora Fiscal Térmica 2100THFI Preta Bematech
Por: R$ 1.949,00 à vista
ou 10x de R$ 194,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 1.851,55 à vista

 

Confira outros produtos no nosso site: http://www.catral.com.br/.
Zé Catral

Fonte:  G1 Economia.
Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 8 de janeiro de 2013.