Já faz alguns anos que os mais de 50 sabores de picolés e sorvetes do cerrado e da Amazônia são procurados por empreendedores do Brasil, a fim de quebrar o monopólio do morango e do chocolate que sempre imperou nos verões. Empresa do ramo criada em Goiânia possui franquias espalhadas pelo Brasil e possui faturamento mensal de R$ 15.000, em média. Um dos obstáculos é o transporte, já que as fábricas da marca se encontram o Centro-Oeste. É interessante investir em serviço próprio de carga refrigerada a fim de abastecer a rede, já que os produtos têm aceitação acima da esperada por parte dos cariocas e paulistanos. Mas lembre-se: o negócio sofre os efeitos da sazonalidade. É importante separar parte da receita da alta temporada para reforçar o capital de giro na baixa.

 

Produtos com frutas amazônicas ou do cerrado  – R$ 55.000 

Equipamentos e instalações: R$ 35.000 (aluguel de espaço físico, 3 freezers expositores, geladeira, balcão refrigerado, forno, automação comercial e logística de transporte)
Capital de giro: R$ 20.000
Faturamento médio mensal: R$ 15.000
Funcionários: 5 (o dono e 2 empregados por turno)
Prazo de retorno: 24 meses

O verão ainda está longe, dá tempo de se programar para montar sua franquia de sorvetes e picolés. E só na Catral você encontra freezers, geladeiras e balcões pelo menor preço. Confira.

 

Zé Catral
 
Fonte: Revista PEGN
Foto: Divulgação

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 28 de junho de 2012.