Comentários [0]

O chef Marcelo Manus, do Astor, divulgou a receita do famoso Muffin Bristol. Ótima pedida para você vender em sua lanchonete ou cafeteria.

Muffin Bristol

Ingredientes

280 ml de leite integral

2 ovos

30 g de manteiga com sal (reserve um pouco para untar as forminhas)

170 g de farinha de trigo

3 g de fermento em pó

sal a gosto

40 g de linguiça calabresa curada ralada

40 g de queijo gruyère ralado

Modo de fazer

Ferva o leite com a manteiga, retire do fogo e acrescente os ovos. Mexa bem. Aos poucos, sempre mexendo, junte a farinha de trigo, o sal e o fermento. Distribua a massa pelas forminhas untadas com manteiga e, por cima, coloque o queijo e a linguiça. Asse no Forno Turbo a Gás 5 Esteiras Twister FVT5D Venâncio por 40 minutos, em forno preaquecido a 180ºC.

Lembrando que as medidas podem ser dobradas de acordo com a necessidade do seu comércio.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 29 de abril de 2015.

Comentários [0]

O milho é considerado uma excelente fonte de energia por conter alto teor de carboidratos. Possui também boa quantidade de vitamina A, B1 e sais minerais, além de ser um alimento de fácil digestão. O milho verde é a matéria prima de diversas receitas que caíram no gosto popular, como a pamonha e o mingau. Como são produtos de alta aceitação, e o consumidor moderno tende a preferir produtos processados, o investimento na produção e comercialização dessas guloseimas constitui em uma ótima fonte de renda familiar.

processamento_milho_verde

O segredo da qualidade dos produtos processados é a escolha de ingredientes de qualidade. Fique atento à validade, pureza e origem dos ingredientes. O milho verde deve apresentar palhas verdes, não secas e cabelos marrom escuro. No caso do milho descascado, a ponta inferior da espiga deve ser macia e afilada.

A massa de milho verde obtida pela ralação das espigas, realizada no Ralador Industrial de Milho BM91 C/NR12 Bivolt Bermar, tem pouco tempo de vida útil antes do cozimento. Por isso deve ser cozida em no máximo duas horas e meia após o preparo quando começará a fermentar. Guardá-la em refrigeração não aumenta sua vida útil.

A unidade de processamento deve ser instalada em locais isento de odores indesejáveis, fumaça, pó e todos os tipos de poluentes, além de ter autorização do Serviço de Meio Ambiente Municipal em relação ao lixo e qualidade da água. A construção deve ser feita de maneira que facilite a limpeza e evite os insetos e outros animais. As condições climáticas como o vento e a chuva não devem prejudicar o trabalho. Os recipientes de lixo devem ser exclusivos para esse fim e distribuídos de forma conveniente. Sempre limpos e tampados com um saco de lixo em seu interior. Os esvaziamentos devem acontecer, de preferência, mais de uma vez ao dia. Sempre que possível, pratique a coleta seletiva do lixo.

Produção, custo e preço:

Os alimentos, depois de processados, devem ser bem embalados. A principal finalidade das embalagens é proteger os produtos da deterioração desde o seu acondicionamento até o consumo final e, por isso, eles devem ser devidamente embalados. Dessa forma, os alimentos mantêm suas características próprias por um bom período de tempo. A embalagem escolhida deve ser de material que permita a transmissão de odores e sabores indesejados. Quando utilizar embalagens plásticas, aspectos como toxicidade, odor, permeabilidade e umidade devem ser considerados. As embalagens devem ser escolhidas de forma criteriosa e só sendo aceita as que são registradas no Ministério da Saúde.

Depois do alimento processado e embalado é preciso fazer o cálculo do custo de produção para que se determine o preço do produto final. Esse cálculo deve envolver, primeiramente, o custo com a matéria-prima – as que são adquiridas da própria propriedade devem ser lançadas com o preço pago ao produtor e as adquiridas do comércio devem ter o preço de mercado. Além disso, deve ser inserido o custo com mão-de-obra, energia, combustível, gás e água. Depois de achar a variável entre os itens acima, será presumido o lucro.

O cálculo para o preço de venda deve ser feito baseada nesta equação: Preço de venda = valor da matéria-prima + custo de mão-de-obra, energia, gás… + lucro + ICMS.

O Ralador Industrial de Milho BM91 C/NR12 Bivolt Bermar, com capacidade para produção aproximada de 130 quilos por hora, é bivolt e possui dispositivo de segurança.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 27 de abril de 2015.

Comentários [0]

Em tempos de lei seca, os boêmios acabam tendo que optar por deixar o carro em casa ou ficar apenas no refrigerante. Já quem não é fã de bebida alcóolica, muitas vezes tem poucas opções bacanas para acompanhar a galera. Para tornar a saída com os amigos mais prazerosa, bares e restaurantes criam novas receitas e versões sem álcool de drinques clássicos.

 shutterstock_143536990

Confira algumas opções e aproveite para se divertir com segurança:

*Soft Carol: morango, gengibre, suco de framboesa e suco de laranja.

*Ipanema Cooler: suco de Cranberry, syrup de morango, purê de morango e suco de limão siciliano.

Ipanema Cooler

*Sangria sem álcool: suco de uva, maçã verde, maçã vermelha, morango, laranja, refrigerante de limão e infusão de morango com canela.

Sangria sem alcool

*Thé D’Hôtel: ice tea sabor limão com gengibre e limão.

The DHotel

*Pêche Doux: morango, pêssego e club soda.

*Lichia Doux: água de coco, monin de melão e lichia.

*Summer Doux: ice tea de limão, abacaxi e folhas de hortelã.

*Melon Doux: suco de maçã, gelo, club soda e melancia.

*Mojito Álcool Free: água de coco, hortelã e sour mix.

*Little Secrets: tangerina, amora e pimenta rosa.

Little Secrets

*LoveSick: lichia, suco de pera e xarope de gengibre.

*Hot Chip: melancia, semente de cardamomo e manjericão.

*Limonada Cubana: limão tahiti e siciliano, hortelã e açúcar.

*Manzanita: xarope de maçã, rodela de laranja e limão siciliano.

*Ginger Perrier: infusão de gengibre com limão e mel.

*Capim Perrier: infusão de capim limão com rodela de limão siciliano.

*Passion By Perrier: mix com morango, folhas de manjericão e xarope de Grenadine.

Passion by Perrier

*Chico: suco energético do sumo de mangarataia e limão com groselha.

Chico

*Red Ginger: amora, framboesa, morango, hortelã, gengibre, suco de cranberry e água Perrier.

Red Ginger

*Limonada spritz: limão siciliano, hortelã e água com gás.

As opções são infinitas. Sem contar que todas as caipirinhas da casa podem ser preparadas com água de coco no lugar do álcool. Com sabores variando entre as combinações melão, pepino e alecrim; limão com xarope de demerara; manga com carambola; lima da pérsia, limão e xarope de chá verde, e caju com lima da pérsia e hortelã, seus clientes irão adorar.

Para não perder o controle do que é pedido no seu estabelecimento, o Monitor 15’’ Touch Screen TM -15 Bematech é uma mão na roda. A tecnologia touch facilita a identificação dos produtos comercializados e seus funcionários trabalham com mais rapidez e qualidade de atendimento, com comandos acionados com apenas um clique. Além disso, o Monitor 15″ Touch Screen TM -15 Bematech possui baixo consumo de energia, apenas 30 W em operação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 24 de abril de 2015.

Comentários [0]

O macarrão é um prato que está sempre presente no dia a dia dos brasileiros, e ele não pode faltar no seu restaurante. Para facilitar a vida da cozinha, confira essa receita de macarrão feito na Panela de Pressão Eterna 20 Lts Profissional Nigro.

shutterstock_179600276

Ingredientes

Para cada ½ kg de macarrão parafuso, use:

½ kg de bife cortado em tiras

1 lata de ervilha

1cebola grande picada

1 tomate sem pele e maduro picado

3 envelopes de tempero para carne

Salsinha e cebolinha à gosto

Sal e pimenta-do-reino à gosto

Modo de preparo

Na Panela de Pressão Eterna 20 Lts Profissional Nigro, frite as tiras de bife. Depois de dourar, acrescente a cebola, o tomate e os temperos e refogue. Em seguida, acrescente a salsinha e a cebolinha e continue refogando. Coloque o macarrão e a ervilha. Em seguida, coloque água fervente até cobrir o macarrão, tampe e depois que pegar pressão conte de 7 a 10 minutos e retire do fogo. Tire a pressão e despeje em um refratário.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 22 de abril de 2015.

Comentários [0]

Seja na entrada da loja, em ilhas ou até mesmo em seções específicas, as flores e plantas ornamentais conquistam cada dia mais espaço e presença na vida dos brasileiros que frequentam o varejo alimentício. Estima-se que esse canal tenha comercializado algo em torno de R$ 560 milhões em 2014, praticamente equivalente a 10% do total das vendas setoriais dessas mercadorias ao consumidor final.

Beleza na loja e lucro no caixa

Por sua grande capilaridade no abastecimento e seus altos índices de frequência como locais preferenciais de compra para o dia a dia das famílias brasileiras, os supermercados já se tornaram referência também para o comércio de flores e plantas ornamentais no país. Um dos reflexos desse crescimento em flores nos supermercados é que, no comparativo com outros canais de suprimento, os supermercados conseguem oferecer preços mais baixos aos clientes, tornando o produto ainda mais acessível, sem contar a exposição privilegiada dessas mercadorias nas entradas das lojas e proximidades dos checkouts, o que favorece o consumo por impulso, tão relevante para flores e plantas ornamentais.

Apesar do crescimento anual na faixa dos dois dígitos, o setor ainda enfrenta um grande desafio a ser superado. As pessoas ainda atrelam a compra de flores ou plantas a datas específicas ou especiais, e não para o dia a dia. O chamado consumo próprio é nosso grande desafio. Para as grandes redes, a negociação de mix conta com a assessoria das próprias grandes cooperativas ou empresas fornecedoras, que sugerem e indicam os principais produtos de acordo com o que já conhecem sobre o mercado e o comportamento do consumidor. Para os menores e independentes, vale observar o mercado e a prática das grandes redes, ouvindo também a experiência própria dos seus fornecedores.

A Gôndola de Ponta Versátil 1,65m VPG16 Venâncio, com seu design moderno e bandejas com montagem prática, é ideal para apresentação de flores no seu checkout.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 20 de abril de 2015.

Comentários [0]

A história nos mostra que o pão é conhecido do ser humano há, pelo menos, 7 mil anos antes de cristo. No Brasil, o pão foi introduzido ao nosso cardápio bem mais tarde, trazido pelos Europeus, no século XIX, mas foi no século XX, que o ramo da panificação expandiu no país. Os produtos de padaria caíram no gosto dos brasileiros de tal forma que hoje fica difícil acreditar que exista em todo o continente uma cidade que não possua padaria. Para acompanhar a evolução do mercado e as inúmeras exigências do consumidor moderno, as padarias devem, atualmente, oferecer uma gama de produtos (industrializados ou artesanais), deixando para trás o velho conceito de só oferecer o tradicional pão francês, o pão doce e o pão sovado, tão apreciados pelos brasileiros.

shutterstock_188849714_

Sendo assim, a padaria deverá comercializar outros produtos, além daqueles de fabricação própria e entre os produtos de maior comercialização em uma panificadora, citam-se:

Pães e bolos

O pão francês é o produto preferido em todas as classes sociais, seguido do pão doce e de queijo.

Pão francês – o pão francês obteve aprovação de 94,3% das pessoas;

Pão doce – o pão doce (62,4%);

Pão de queijo – 58,7%;

Pão de forma – 56,1%;

Bolos – 42,5%.

Refrigerante, sorvete e leite acompanham o pão. Entre os 26 produtos apresentados aos entrevistados, os refrigerantes, sorvetes e leite tipo C foram apontados como os mais consumidos pelos fregueses. Em seguida, foram apontados o queijo tipo muçarela, mortadela e chocolates/balas. O leite tipo A e outros tipos de frios tiveram as menores pontuações.

Para pães e bolos mais saborosos, o Forno Turbo a Gás 5 Esteiras Twister FVT5D Venâncio  é a melhor escolha.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 17 de abril de 2015.

Comentários [0]

As Batatas On Va Manger, famosas em São Paulo e simplesmente deliciosas tem um segredo especial e você confere o segredo na receita abaixo:

Batatas fritas On Va Manger

 

Ingredientes

8 batatas asterix médias, descascadas

sal grosso o quanto baste

4 dentes de alho descascados

1 maço pequeno de tomilho

1 maço pequeno de alecrim

1 maço pequeno de salsinha

1 colher (sopa) de flor de sal

óleo para fritar

50 ml de azeite extravirgem

Modo de fazer

Em uma panela, mergulhe as batatas em água fria e acrescente o sal grosso (calcule 10 g de sal por litro de água). Leve ao fogo médio no Fogão Industrial 4 Bocas com Forno Venâncio e, após a fervura, deixe cozinhar por 20-30 minutos até que as batatas estejam cozidas, mas al dente.

Retire as batatas da água quente e passe imediatamente na água fria, para interromper o cozimento. Seque e reserve.

Pique as ervas e o alho, acomode-os separados (o ponto de secagem de cada um deles é diferente, então mantenha-os distantes) em uma assadeira e leve ao forno do Fogão Industrial 4 Bocas com Forno Venâncio, preaquecido a 220°C para secá-los. Vá retirando um de cada vez, conforme forem ficando secos.

Bata os temperos no liquidificador com a flor de sal. Reserve.

Corte cada batata em dois pedaços e amasse levemente. Frite as metades amassadas em óleo bem quente, até que estejam douradas. Escorra e tempere com o sal de ervas. Na hora de servir, acrescente um fio de azeite extravirgem.

Rendimento: 4 porções

Tempo de preparo: 1 hora

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 15 de abril de 2015.

Comentários [0]

Os anúncios personalizados são a nova arma do varejo para convencer o cliente a voltar à loja. Com ferramentas que cruzam o perfil demográfico do consumidor com seu histórico de compras, varejistas reinventam a mala direta e tentam surpreender o cliente com campanhas feitas sob medida para ele.

shutterstock_205681468_

Um dos segmentos que mais vêm utilizando a estratégia é o de supermercados. As redes conseguem mapear um comportamento padrão de compra individual, desde que o cliente se identifique no caixa. Dá pra saber quais produtos ele compra recorrentemente, qual seu tíquete médio, além da frequência e o dia da semana que vai à loja.

A ideia é personalizar o varejo para fidelizar o consumidor. Os supermercados acostumaram o brasileiro a correr atrás de mega promoções, mas esse cliente muitas vezes não volta.

O segredo para isso é convencer o cliente a informar o CPF no caixa e fazer um cadastro na companhia. Não é à toa que varejistas de todos os segmentos vêm estruturando programas de fidelidade, que dão descontos ou prêmios aos clientes que mais compram.

Para isso, basta ter certeza que sua impressora de cupom fiscal tenha a opção de registrar o CPF na nota. A Impressora Fiscal Térmica MP4000THFI Preta Bematech te permite isso e muito mais. E, por esse preço, só na Catral.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 13 de abril de 2015.

Página 1 de 212
Busca
Mais consultados
Conheça o nosso site
Vídeos
Curta nossa Fanpage
Siga-nos no Twitter
Ofertas exclusivas por e-mail