Comentários [0]

Quindim é um doce maravilhoso que está presente em festas de aniversário, eventos sociais ou mesmo para aquela visita na sua casa e você pode fazer de sobremesa, que também fica uma delícia. Você pode usar seus dotes culinários e fazer uns quindins para vender. A receita é bem simples, você precisa de coco fresco ralado, água, gemas de ovo, manteiga e açúcar. A quantidade de cada ingrediente vai variar na quantidade de quindim que você vai fazer.

shutterstock_151438652 - copia

O modo de preparo também é simples, você bate as gemas, mas tire as peles antes, é só peneirar para não ficar com cheiro de ovo, coloque o açúcar, a manteiga e o coco. Misture bem e deixe descansar por 20 minutos. Unte uma forma pequena, polvilhe com açúcar e coloque o creme que você fez do quindim. Deixe assar por uns 30 minutos em banho-maria e pronto. Já para desenformar, coloque sobre uma panela de água quente, só no vapor.

Como vender quindim?

Você pode fazer quindim de chocolate também é só acrescentar chocolate meio amargo derretido, que fica uma delicia. Você pode entrar em contato com padarias, fazer algumas visitas e mostrar seu trabalho para vender. Normalmente as padarias compram doces já prontos para vender e essa é uma oportunidade ótima para você. Então fazer quindim para vender lhe dará bastante lucro.

Um dica também é você fazer uns doces e levar em estabelecimentos comerciais, os funcionários sempre gostam de comprar para comer depois do almoço, você pode fazer quindins menores em formas de empadas, assim um desses dá para uma pessoa comer, dessa forma você pode vender muitos para os funcionários. Assim que fizer amizades, passe 3 vezes na semana nesses estabelecimentos, você vai lucrar um dinheiro muito bom.

Inovando a cada dia

Ao você fazer quindim para vender terá a possibilidade de também entrar em contato com algum Buffet e vender para eles sempre que for solicitada, inove nas embalagens, pois antigamente era tudo muito simples, mas hoje em dia se consegue embalagens lindas com desenhos e até bordadas. Muita gente gosta de caixinhas também, essas servem para aqueles convidados que querem levar algo para casa da festa, dar um quindim dentro de uma caixinha é bom e é algo que vai ser aproveitado, eles vão comer e lembrar-se da festa que participaram.

O quindim é original de Portugal e lá é chamado de brisa-de-lis, mas aqui no Brasil é mais fácil ser encontrada no nordeste e a diferença de um para outro é que em Portugal usa-se amêndoa e aqui no Brasil usa-se coco. Antes de começar a vender, faça alguns quindins e chame sua família para prová-los, deve ser alguém que tenha bastante intimidade com você para dizer se sua receita está saindo do jeito certo, se precisa acrescentar algo ou não, é sempre bom ter mais de uma opinião.

Como fazer quindim para vender sob encomenda?

O quindim é um doce que não causa enjoo, pois é leve e parece um pudim pequeno, as crianças vão gostar muito. Chega de doces tradicionais e que em todas as festas têm, sendo assim, invista em mostrar para as mães, por exemplo, que investem em festas infantis, tipos de doces diferentes, como por exemplo, o quindim, e que não se vêm sempre em todas as festas. Garanto que vai fazer o maior sucesso e você vai vender cada vez mais.

Logo que você fizer quindim para vender deixe um telefone disponível para as pessoas entrarem em contato com você, e também é muito bom deixar um cartão de visitas com seu número de telefone, sempre que houver uma visita para encomendar e não se esqueça de deixar alguns quindins de sabores diferenciados para as pessoas provarem e escolherem o que mais gostaram. Sempre que der uma data prevista de entrega, cumpra-a, pois desta forma você terá cada vez mais credibilidade.

Lucrar é o que todos almejam, mas para isso é necessário ter persistência, organização e planejamento, a fim de que seu negócio se mantenha e desta forma, com certeza que você terá muitas encomendas.

1401166_z Balança Eletrônica sem Bateria e sem Saída Serial Prix III Light Toledo
Por: R$ 539,00 à vista
ou 10x de R$ 53,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 512,05 à vista

Fonte: montarumnegocio.com

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 29 de janeiro de 2015.

Comentários [0]

Que tal aproveitar a folia e ganhar uma boa grana durante os dias de carnaval? Obter uma renda nesse período é um dos objetivo de milhares de pessoas em todo o Brasil, pois esse é um momento de grade repercussão e que atinge todas as regiões.

shutterstock_185173808 - copia

Naturalmente existem dezenas de opções de pequenos negócios que podem ser praticados no dia a dia para ganhar dinheiro no carnaval e se você encontrar algo que lhe agrade, que se encaixe com esse momento e que ao mesmo tempo possa gerar bons resultados, o melhor a fazer é investir para faturar alto durante as festas de carnaval!

1 – Ganhar dinheiro no carnaval fazendo abadas
O carnaval é uma das épocas que as costureiras e pequenas fabricas de roupas mais lucram, porque elas conseguem muitos pedidos para confecção de abadas e mesmo não tendo contato direto com os contratantes, é possível terceirizar os serviços para uma empresa já especializada no ramo. Várias costureiras aqui mesmo na minha cidade costumam ganhar um bom dinheiro nessa época trabalhando em casa, pois a procura é sempre muito grande e os abadas são indispensáveis para quem vai cair na folia.

2 – Vender fantasias para o carnaval
Da mesma forma que os abadas, quem deseja saber como ganhar dinheiro no carnaval poderá trabalhar vendendo fantasias para essa época do ano, já que esses são itens usados por diversos tipos de pessoas, inclusive é algo adorado pelos famosos no Brasil. O certo é que você não precisa nem ter uma loja de fantasias para vender seus produtos, sendo que é possível divulgar antes do carnaval usando as redes sociais ou anúncios em jornais de sua cidade para conseguir vender nesse período até de sua própria casa.

3 – Como ganhar dinheiro no carnaval com produtos simples?
Não basta apenas saber como ganhar dinheiro no carnaval, pois é preciso colocar alguma coisa em prática para conseguir obter o lucro e muitas vezes através de produtos simples é possível obter grandes resultados. A venda de bonés, óculos de sol e acessórios básicos são exemplos de produtos que podem ser muito utilizados pelos foliões e que podem ser vendidos para esse momento. Tudo o que você precisa é encontrar um fornecedor que possa lhe oferecer os produtos com preços baixos e assim encontrar a melhor forma de revende-los!

4 – Lucrar no carnaval com aluguel
Essa é uma das épocas em que o aluguel costuma aumentar de uma forma absurda, então se na sua cidade existem festas de carnaval e atrai visitantes todos os anos, uma excelente opção é alugar quartos para essas pessoas. Mesmo que você não tenha um local exclusivamente para alugueis, é possível ganhar dinheiro alugando quartos separados de sua própria casa e em alguns casos as pessoas deixam sua casa, vão ficar com algum parente nessa época só para alugar a uma certa quantidade de pessoas. Também é possível lucrar alugando banheiros, mas isso funcioná mais como uma fonte de renda extra, sendo que poderá oferecer sabonete e toalha por um valor determinado para os foliões de carnaval.

5 – Vender bebidas no carnaval para ganhar dinheiro
As bebidas são exemplos de produtos com uma vendagem muito grande e que podem se tornar bons produtos para quem está buscando informações sobre como ganhar dinheiro no carnaval 2014. Estou falando não só da cerveja, que é um tipo de bebida bastante comum em carnavais, mas principalmente da água mineral que é indispensável, água de coco, refrigerantes e até mesmo sucos naturais podem ser vendidos nessa época. Você poderá ganhar dinheiro vendendo em um ponto fixo ou de forma ambulante, com um isopor de bebidas e a minha dica é que procure a prefeitura municipal para saber mais detalhes de como poderá vender pelas ruas legalmente.

6 – Fazer chinelos personalizados para o carnaval
Uma opção de negócio bastante interessante e que pode se encaixar perfeitamente ao perfil de quem ainda não sabe como ganhar dinheiro no carnaval é a fabricação de chinelos personalizados para esse momento. Naturalmente fazer chinelos para vender é uma das pequenas atividades mais rentáveis que existe hoje em dia e com o auxilio de uma maquina apropriada, a matéria prima e uma maquina de estampar, você conseguirá fazer lindos produtos para vender no carnaval e em qualquer época do ano. Se quiser aprender como abrir uma mini fabrica no ramo, recomendo que conheça desde já o Ebook Como montar sua fabrica de chinelos!

7 – Ganhar dinheiro no carnaval vendendo lanches rápidos
É isso mesmo, o carnaval é uma época onde as pessoas costumam comer lanches rápidos onde quer que esteja e isso acaba se tornando uma fonte de renda muito boa para várias pessoas. Dessa forma, se você já tem conhecimento na preparação de lanches, sabe as normas de higiene e tem tem um local apropriado para trabalhar ou mesmo nas ruas, saiba que poderá obter lucros muito bons nos dias de carnaval. Naturalmente existem muitas formas de lucrar durante esse período e tudo o que você precisa é se encontrar algo que já tenha facilidade em fazer e que exista procura. Algumas pessoas fazem dessa época o momento mais lucrativo do ano, mas a minha dica final para quem busca dicas de como ganhar dinheiro no carnaval é que faça algo que possa lhe dar lucros não só no carnaval, mas também durante todo o ano, como é o caso da fabricação de chinelos para venda!

1611030_z Congelador Horizontal 166 Litros DA170B Metalfrio
Por: R$ 1.499,00 à vista
ou 10x de R$ 149,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 1.424,05 à vista

Fonte: montarumnegocio.com

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 27 de janeiro de 2015.

Comentários [0]

Quem vai abrir uma empresa usando apenas recursos próprios, sem contar com empréstimos ou investidores, precisa saber muito bem o que fazer com esse dinheiro. Nesse cenário, qualquer erro pode ameaçar não só o caixa mas também os planos de crescimento.

shutterstock_2195902181

Esse caminho não é nada fácil, alerta o empreendedor Ilya Pozin, fundador da Ciplex, agência digital norte-americana voltada a startups e pequenas empresas. Em um artigo publicado no site da revista Inc, ele indica os sete passos para dar a largada gastando o mínimo possível e minimizar os riscos dessa estratégia.

1) Valide sua ideia

Como você sabe que sua ideia de negócio é boa? Não adianta perguntar a amigos e parentes, pois eles nem sempre terão uma resposta verdadeira. A melhor maneira de validar sua proposta é pedir a opinião de quem não vai ganhar nem perder com sua empresa: potenciais clientes ou empresários mais experientes.

2) Procure um mentor

Não peça conselhos a quem só vai reafirmar suas ideias, e sim a pessoas que o desafiem e façam com que você defenda melhor seus argumentos e decisões. Melhor ainda se for um profissional que atue na mesma área de sua futura empresa. O empreendedor pode até não gostar do que vai ouvir, mas deve levar essas ponderações a sério e continuar escutando os feedbacks.

3) Seja obcecado por clientes

Quem é meu cliente? Onde ele está e como posso chegar até ele? Essas são as primeiras perguntas que o empreendedor precisa responder. Para isso, deve reservar metade de seu tempo – a outra metade deve ser dedicada a criar um produto ou serviço que supere a expectativa das pessoas. Assim, os primeiros clientes serão sua referência, seu estudo de caso e, melhor de tudo, vão gerar mais negócios.

4) Reinvista tudo no negócio

Quando Pozin fundou sua empresa, gastou mais dinheiro do que recebeu – tudo em nome de criar algo que superasse a expectativa dos clientes. “Não ficava com nenhum dinheiro para mim”, recorda. “Quem foca em lucratividade muito cedo acaba desenvolvendo um produto medíocre, e isso não vai gerar novos negócios. Daí, o empresário vai precisar gastar todo o lucro que recebeu para prospectar outras oportunidades.”

5) Otimize a busca de pessoas

Em vez de adotar uma cara estratégia de marketing, busque maneiras mais econômicas de prospectar clientes. Será necessário gastar mais tempo nessa atividade para separar o joio do trigo, mas é melhor do que arriscar comprometer uma grande soma com ações que não se sabe se serão efetivas. O mesmo se aplica às contratações. Não se apresse para contratar funcionários em tempo integral. Trabalhe com temporários e terceirize algumas funções, desde que os termos de pagamento sejam compatíveis com os prazos para receber dos clientes.

6) Comece o marketing cedo

Muitos empreendedores iniciantes gastam todo o tempo e o dinheiro na concepção e no lançamento de seu produto, mas, quando chega a hora de anunciar a novidade, se veem sem recursos. Logo no começo, pesquise meios efetivos e baratos para chegar ao consumidor e reinvista os lucros em marketing – quanto mais, melhor. Vale a pena começar a fazer ações mesmo antes de o produto estar pronto.

7) Encontre um sócio

Começar uma empresa por conta própria é difícil. E é muito pior quando não se dispõe de muito dinheiro. Por isso, encontre um bom sócio que compartilhe de sua paixão pelo produto ou serviço – mas não necessariamente uma pessoa que seja igualzinha a você.

3041029_z Impressora Térmica de Código de Barra GC420 Zebra
Por: R$ 1.099,00 à vista
ou 10x de R$ 109,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 1.044,05 à vista

Fonte: revistapegn.globo.com

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 22 de janeiro de 2015.

Comentários [0]

Talvez essa ainda seja uma área um pouco carente aí em sua cidade e mesmo já tendo outras empresas do ramo, saiba que é possível se destacar e conseguir excelentes resultados na instalação de novos ar condicionados ou na manutenção de equipamentos já instalados, então continue lendo e veja as dicas a seguir:

shutterstock_153087404

Naturalmente você não precisa de um local muito amplo para trabalhar, sendo que a maior parte dos seus serviços serão feitos em domicílio, mas mesmo assim é sempre bom ter um espaço onde receberá seus clientes e ainda poderá colocar produtos próprios a venda. O ideal é se instalar no centro da cidade ou em bairros de fácil acesso, pois assim os seus clientes procurarão sua loja com uma maior intensidade, portanto procure montar uma especie de loja e escritório frontal, usando os fundos para estocar produtos usados, por exemplo.

Para abrir uma empresa de instalação de ar condicionados você precisa, acima de tudo, ter conhecimento nessa área e saber lidar tanto com a instalação quanto com a manutenção desses equipamentos. Não se esqueça também de procurar um contador para lhe auxiliar no processo de legalização desse novo negócio, pois mesmo sendo algo destinado a prestação de serviços é necessário ter tudo regularizado.

Custo para uma empresa de instalação de ar condicionados

O maior custo para montar uma empresa de instalação de ar condicionados em sua cidade vai ficar por conta dos equipamentos de trabalho e do aluguel do ponto comercial. Geralmente você vai necessitar de equipamentos como um multímetro, termômetro digital, conjunto de manômetros, alicates, conjuntos de chaves e uma série de outros equipamentos indispensáveis para se trabalhar.

Certamente a sua empresa de instalação de ar condicionados também vai precisar de materiais para escritório, já que você montará o local onde irá atender seus clientes. Com isso, necessitará de uma mesa com cadeiras, computador, impressora, terá gastos com a decoração do espaço e muito mais, então o investimento inicial deverá ficar na faixa dos R$ 35 a R$ 75 mil Reais para ter uma loja bem estruturada em funcionamento.

Trabalho e divulgação da empresa

Para o trabalho nesse tipo de negócio o ideal é ter um carro para se deslocar e carregar seus equipamentos com uma maior facilidade, então será um investimento a mais que você terá pela frente. Eu acredito que não seja necessário contratar funcionários logo de inicio, pois você mesmo poderá dar conta de atender seus clientes e a única necessidade vai ser de alguém para ficar na loja recebendo clientes e cuidando de tudo, mas assim que o negócio for crescendo, é sempre bom contar com o auxilio de mais pessoas.

Um dos pontos mais fortes no inicio de todo negócio é a divulgação e para você que busca dicas de como montar uma empresa de instalação de ar condicionados, é sempre bom iniciar fazendo uma divulgação básica. Pode ser usando os próprios meios de comunicação na sua cidade, como anúncios em um programa de rádio bastante ouvido, nos jornais locais, distribuição de panfletos ou anúncios em carros de som.

Abrir uma loja de instalação de ar condicionados vale a pena?

O calor é sempre constante na maior parte do Brasil, a quantidade de pessoas querendo ter um ar condicionado em casa só vem aumentando e o que podemos ver com tudo isso é que se trata de um mercado bastante procurado, então uma empresa de instalação tem tudo para fazer o maior sucesso. O preço mínimo para instalar um ar condicionado é R$ 200 Reais e para alguns tipos de produtos, o preço costuma ser bem mais alto, então é algo que gera lucro.

1501046_z Balcão Refrigerado 1,75 m Vitalis GPSV-175 Gelopar
Por: R$ 2.999,00 à vista
ou 10x de R$ 299,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 2.849,05 à vista

Fonte: montarumnegocio.com

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 20 de janeiro de 2015.

Comentários [0]

Enquanto grandes grupos pressionam as margens dos fornecedores para reduzir preços, para conquistar compradores de produtos best sellers, de outro lado, micro e pequenos empreendedores conseguem tirar seu sustento explorando nichos.

shutterstock_173037740

Não basta ser uma loja virtual de nicho, é preciso que os produtos tenham algumas características que tragam mais vantagens em vendê-los à distância, veja abaixo algumas delas:

Baixo volume cúbico – quanto menor for o produto, menos espaço de armazenagem será necessário. Isso já é uma vantagem, pois os preços de aluguel e manutenção diminuem significativamente.

Baixo peso – quanto mais leve for o produto, menor será o custo com frete. Considere que os custos médios com frete numa loja virtual de micro a pequeno porte, varia entre 3 e 7%. Produtos leves também facilitam o manuseio.

Alto valor agregado – quanto mais valor agregado tiver o produto, maior será o tíquete médio da loja virtual e, consequentemente, as margens serão menos corroídas pelos custos operacionais do e-commerce.

Competividade – produtos chamados de “commodities” tem maior concorrência, pois podem ser encontrados em diferentes lojas e com preços variados. Quanto mais “exclusivo” for o produto, menores as chances de seu produto cair em um comparador de preços e um cliente deixar de comprá-lo em sua loja por que viu um com o preço mais barato em uma loja concorrente.

Concorrência – ainda que o produto não seja commodity, deve-se observar o número de lojas virtuais que oferecem produtos similares.

Frequência de compra – produtos que as pessoas compram com frequência, são ótimos para o e-commerce. Principalmente se você conseguir identificar os padrões de compra e as frequências, de forma que possa antecipar a demanda, negociar melhor com fornecedores e aumentar receitas recorrentes.

Veja abaixo alguns produtos que tem alto potencial de resultado em função de suas características:

Medicamentos – Vantagens: baixo peso e cubagem. Alto valor agregado. Alta frequência de compra. Desvantagem: são commodities. Média concorrência

Biquínis e Lingerie – Vantagens: baixo peso e cubagem. Alto valor agregado. Média frequência de compra. Não são commodities. Desvantagem: alto investimento em marca. Perdas com trocas. Média concorrência

Bijuterias – Vantagens: baixo peso e cubagem. Médio valor agregado. Média frequência de compra. Desvantagem: perdas com trocas. Baixa concorrência

Conteúdos digitais – Vantagens: peso e cubagem inexistentes. Alta frequência de compra. Facilidade de distribuição. Desvantagem: baixo valor agregado. Pirataria. Alta concorrência

Artesanatos e objetos de decoração – Vantagens: médio peso e cubagem. Médio valor agregado. Baixa competitividade (produtos exclusivos). Desvantagem: baixa frequência de compra. Baixa concorrência

Perfumes – Vantagens: baixo peso e cubagem. Alto valor agregado. Média frequência de compra. Desvantagem: São commodities. Alta concorrência.

Alimentos diferenciados (gourmet, dietas especiais) – Vantagens: médio peso e cubagem. Médio valor agregado. Baixa competitividade (produtos exclusivos). Alta frequência de compra. Desvantagem: particularidades de armazenagem, manuseio e perecíveis. Baixa concorrência

O fato de vender um desses produtos pela internet por si, não é garantia de sucesso. Não quer dizer também, que os outros produtos estejam fadados ao fracasso. Saiba que o sucesso ou o fracasso de um negócio depende muito mais de quem está por trás do que do negócio em si.

Monitor 15" TM-15 Bematech Monitor 15″ Touch ScreenTM-15 Bematech

 

Por: R$ 1.259,00 à vista
ou 10x de R$ 125,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 1.196,05 à vista

Fonte: www.ecommercenews.com.br

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 15 de janeiro de 2015.

Comentários [0]

Antes de falar especialmente do “carrinho de pipoca e algodão doce“, precisamos entender exatamente como funcionam os negócios que envolvem a venda de produtos com carrinhos. Analisando de um modo geral, tudo parece bastante simples, sendo que basta escolher o que vai vender, comprar um carrinho e começar trabalhar pelas ruas da cidade. Porém, as coisas não são exatamente nessa sequência:

 shutterstock_102123802

1#: COMO TER SEU NEGÓCIO COM UM CARRINHO AMBULANTE?

O sonho de ter um negócio próprio, conquistar a fonte de renda independente e ter um estilo de vida melhor faz com que muitas pessoas invistam em maquinas, barracas e carrinhos que possam trabalhar de forma ambulante pelas ruas da cidade. No entanto, antes de comprar seu próprio carrinho de pipoca e algodão doce, faça uma analise na sua cidade para saber se é viável ou não iniciar esse tipo de negócio.

Nessa etapa de planejamento, você deverá dar um valor maior, principalmente, a duas coisas. A primeira delas é a definição do seu local de trabalho, pois mesmo atuando com um carrinho, você precisará ter uma área mais específica em sua cidade onde irá vender seus produtos, seja na porta de escolas, em uma pracinha, na praça de uma igreja ou algo do tipo. Já o segundo detalhe, é verificar se o seu público alvo está nesse local, pois geralmente o seus clientes serão as crianças e adolescentes.

Mas, e a legalização para trabalhar com um carrinho?

Bom, essa é outra duvida não só de quem vai comprar um carrinho de pipoca e algodão doce, mas também de todos aqueles que vão trabalhar vendendo produtos pelas ruas da cidade. O que você deve fazer quanto a isso é procurar a prefeitura municipal para obter mais informações, pois cada cidade tem suas regras, portanto é a prefeitura que vai gerar o alvará para que você possa vender seus produtos através de um carrinho ambulante.

2#: ONDE COMPRAR O CARRINHO DE PIPOCA E ALGODÃO DOCE?

Após o planejamento definido, você precisará adquirir seu carrinho de pipoca e algodão doce, então procure uma empresa em sua região que trabalha com a venda de equipamentos desse tipo para fazer sua compra, como a Catral.

3#: FORMAS DE TRABALHAR COM SEU CARRINHO

Não basta apenas ter um carrinho de pipoca e algodão doce, já que ele por si só não vai fazer o trabalho por você, então procure ser ágil no preparo do algodão doce. Quanto à pipoca, você poderá deixar uma grande quantidade já pronta para venda e tenha sempre uma reserva do milho, do açúcar e das matérias primas em geral para não perder vendas.

Se tratando do processo de venda, você poderá definir os dias da semana que são mais propícios para venda ou quem sabe até trabalhar todos os dias (tudo isso vai depender da sua escolha), mas o importante é estar lá para vender exatamente no dia que seu público alvo estiver. Além disso, uma das maiores qualidades que eu observo em um pequeno empreendedor é a capacidade de fidelizar clientes e não importa se você tem uma grande empresa ou um carrinho de cachorro quente, o importante é ter clientes.

Aluguel de carrinho de pipoca e algodão doce

Naturalmente existem pessoas que não querem comprar um carrinho de pipoca e algodão doce, mas precisam desse equipamento para trabalhar apenas alguns dias da semana e uma alternativa interessante para isso é alugar um carrinho para trabalhos temporários.

De qualquer forma, esse é um negócio onde precisamos analisar “os dois lados da moeda”, pois se você deseja levar seu negócio para um próximo nível, poderá diversificar e trabalhar com o aluguel desses carrinhos. É isso mesmo, você poderá lucrar tanto vendendo de forma individual quanto locando os carrinhos para pessoas que irão usar em eventos ou para trabalhar nos finais de semana, por exemplo.

Screenshot_3 Máquina de Algodão Doce Inox C/IN Braesi
Por: R$ 999,00 à vista
ou 10x de R$ 99,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 949,05 à vista

Fonte: montarumnegocio.com.br.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 13 de janeiro de 2015.

Comentários [0]

Polpa de fruta é o produto natural obtido pelas partes comestíveis da fruta carnosa, maduras e frescas, por processos tecnológicos e sanitários adequados. A polpa pode ser simples, quando originada de uma única espécie de fruta, ou mista, se originada de duas ou mais espécies. O produto deve ser preparado com frutas sadias e limpas. Não deve conter fragmentos de partes não comestíveis da fruta, nem de substâncias estranhas a sua composição normal.

 polpa-frutas

Os grandes centros urbanos criaram uma demanda por produtos derivados que apresentam maior conveniência, mantendo a cor e sabor das frutas “In natura”, assim como seus componentes nutricionais e funcionais. As polpas de frutas atendem ao hábito que a maioria das pessoas tem de consumir sucos de frutas naturais em qualquer época do ano sem depender da sazonalidade. O processamento de frutas também traz praticidade para o consumidor e conserva as características químicas e organolépticas da fruta in natura.

As principais polpas processadas no mercado são as derivadas de frutas tropicais, tais como: abacaxi, acerola, cupuaçu, goiaba, graviola, mamão, manga, maracujá, dentre outras, que resultam em produtos de grande aceitação.

O conhecimento das boas práticas de fabricação no processamento da polpa de fruta é necessário e eleva qualidade do produto final. Congelar a polpa é um método de conservação que preserva as características da fruta e permite seu consumo nos períodos de entressafra. Além disso, esse processo consiste numa alternativa para a utilização de frutas que não atendam ao padrão de comercialização do produto na forma natural, cujo preço não seja compensador.

As frutas são riquíssimas em vitaminas e têm como principais funções: auxiliar o organismo na resistência às infecções, formação dos ossos e dentes, cicatrização das feridas e queimaduras, dá vitalidade às gengivas, evita hemorragias e conserva a mocidade, enfim, reforçam as defesas do organismo contra todas as agressões. Contém, também, quantidades consideráveis de minerais indispensáveis à saúde humana.

A produção de polpa de fruta congelada, antes concentrada somente na Região Nordeste, já se expandiu por todo o território nacional. É um segmento que, apesar de englobar grandes indústrias, está caracterizado pela presença de micro e pequenas empresas.

Screenshot_2 Liquidificador Industrial 2 Litros Alta Rotação Inox com Certificação INMETRO LI-2N Siemsen
Por: R$ 689,00 à vista
ou 10x de R$ 68,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 654,55 à vista

Fonte: sebrae.com.br.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 8 de janeiro de 2015.

Busca
Mais consultados
Conheça o nosso site
Vídeos
Curta nossa Fanpage
Siga-nos no Twitter
Ofertas exclusivas por e-mail