Comentários [3]

A verdade é que independente do lugar onde você mora, as chances são de que as bebidas tenham um nível de vendagem extremamente alto, portanto investir nesse tipo de empresa pode significar uma rentabilidade muito boa. Lógico que esse é um típico negócio que não exige um baixo investimento inicial, sendo que é preciso comprar muitas coisas e ter uma boa estrutura de trabalho. De qualquer modo, mostraremos aqui os detalhes de como abrir uma distribuidora de bebidas mesmo começando totalmente do zero, seja ela grande ou pequena.

 shutterstock_138966389

Pesquisa de mercado para uma distribuidora de bebidas

Quem ainda não sabe como abrir uma distribuidora de bebidas, precisará se dedicar inicialmente a uma pesquisa básica a respeito do mercado de bebidas em sua região. Você deverá analisar a quantidade de distribuidoras já atuando, definir quem serão seus clientes (como donos de bares, pessoas que vão organizar eventos, supermercados ou algo do tipo), saber quais são os tipos de bebidas mais procurados e o que você poderá fazer para melhor atender a sua clientela. É válido definir também se a sua distribuidora irá vender somente no atacado ou também no varejo, já que muitas distribuidoras de pequeno porte optam por trabalhar com vendas das duas formas, de modo que possam aumentar a margem de vendagem.

Após isso você já terá uma noção completa a respeito do mercado de bebidas em sua região e de como a sua distribuidora funcionará. Portanto, pegue todas as suas informações e monte o próprio plano de negócios, de modo que tenha assim um controle maior sobre o futuro da sua empresa.

Local e estrutura para uma distribuidora de bebidas

O ideal é se instalar em um local de fácil acesso, mas que ao mesmo tempo não seja tão tumultuado como o centro da cidade, portanto uma boa opção é procurar um bairro tradicional em sua cidade para montar sua empresa.

A estrutura interna vai precisar ser um pouco ampla para conseguir organizar todos os seus produtos e consistirá basicamente em um galpão amplo para colocar freezers e prateleiras com produtos, poderá ter um pequeno escritório no próprio local e pelo menos um banheiro. Opte sempre por um local arejado e que ofereça uma estrutura ideal para trabalhar com esses produtos.

Como abrir uma distribuidora de bebidas?

Após ter tudo isso muito bem definido, você precisará pensar nos fatores legais da sua empresa e simplesmente não tem como abrir uma distribuidora de bebidas sem pensar nesse quesito hoje em dia. Se o seu objetivo for trabalhar com vendas no atacado, o seu negócio se encaixará no CNAE 5136-5 que é o Comércio Atacadista de Bebidas, tendo assim a necessidade de formalizar a empresa optante pelo Simples Nacional e em todo caso o mais indicado é contratar um contador para dar inicio a todo o processo de legalização.

Um dos fatores que vão determinar o sucesso de uma distribuidora desse tipo são os fornecedores e para isso é necessário comprar diretamente das grandes empresas fabricantes do ramo. Então mantenha contato com representantes comerciais dessas empresas e veja como comprar bebidas com preços mais acessíveis para revenda.

Quanto custa abrir uma distribuidora de bebidas?

Uma das maiores preocupações de quem chega até aqui querendo aprender como abrir uma distribuidora de bebidas é com relação ao investimento total para ter seu negócio em pleno funcionamento, mas infelizmente não existe um valor exato, sendo que tudo vai depender da estrutura, da localização e do mercado em si na sua região.

Equipamentos para montar uma distribuidora de bebidas

Os novos empreendedores que chegam até aqui procurando mais dicas de como montar uma distribuidora de bebidas precisam se atentar à compra dos equipamentos para iniciar o negócio. O investimento costuma ser alto, confira uma pequena lista do que você vai precisar para iniciar sua pequena distribuidora de bebidas:

 Freezers

Prateleiras para estocar bebidas

Carrinhos para transporte de produtos dentro da distribuidora

Balcão de atendimento

Acessórios de informática para trabalhar

Telefone

Vasilhames de cerveja

E várias outras coisas…

Além disso, é interessante ter um veículo para efetuar entregas de bebidas dentro da cidade ou mesmo na região onde você pretende atuar, pois muitos clientes querem comprar bebidas e acabam não tendo um meio de transporte. Isso vai exigir um investimento ainda maior para seu negócio, porém é algo que vale a pena ter caso você queira abrir uma empresa bem estruturada.

Faturamento médio de uma distribuidora de bebidas

O faturamento é outra questão que interessa muito os empreendedores nesse ramo e no geral é possível ter uma boa margem de faturamento mensal no seu negócio. Uma distribuidora de pequeno porte conseguirá faturar de R$ 15 a R$ 100 mil, mas o que muitas fazem é diversificar suas fontes de renda para atingir um bom faturamento, como é o caso do aluguel de mesas e cadeiras para os próprios clientes. De qualquer modo, o seu faturamento tende a ser bom, porém não podemos esquecer que você terá vários gastos mensais e por isso o lucro bruto será um pouco menor.

Distribuidora de bebidas vale a pena hoje em dia?

Até aqui procuramos mostrar os principais detalhes de como abrir uma distribuidora de bebidas pequena, mas mesmo vendo que se trata de um negócio interessante, algumas pessoas ainda ficam na duvida. A verdade é que compensa muito investir nesse modelo de negócio atualmente, principalmente se você já tiver certo conhecimento na área e contato com potenciais clientes que podem firmar uma parceria de compra com sua distribuidora.

Screenshot_3 Expositor Refrigerado Vertical VB40W Metalfrio
Por: R$ 2.890,00 à vista
ou 10x de R$ 289,00 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 2.745,50 à vista

Fonte: montarumnegocio.com.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 28 de agosto de 2014.

Comentários [0]

Que todo brasileiro adora um sorvete, isso você já deve saber a muito tempo, então que tal investir em franquias de sorvetes?

Hoje em dia é possível optar por montar uma sorveteria pequena ou grande, trabalhar com a venda de sorvetes expresso e outras maneiras simples de iniciar nesse ramo e em meio a tudo isso algumas empresas acabaram se tornando renomadas no ramo e consequentemente abriram a opção de franquias para novos empreendedores que querem usar aquela marca e ter uma estrutura interessante.

O nosso objetivo hoje é mostrar alguns exemplos de franquias de sorvetes que fazem sucesso no mercado e passar algumas dicas para os futuros empreendedores no segmento de sorvetes.

 shutterstock_121875937

Detalhes para montar franquias de sorvetes com sucesso

A verdade é que a quantidade de pessoas a procura de franquias de sorvetes no Brasil é muito grande, porém nem todas conseguem iniciar exatamente com um negócio baseado no sistema de franchising, por conta da falta de capital necessário ou simplesmente porque o negócio não se adapta a estrutura proposta pelo franqueado, portanto antes de tentar montar uma franquia de sorvetes em sua cidade, faça uma pesquisa para verificar se vale realmente a pena.

Cidades acima de 80 mil habitantes e que estejam em crescimento já são um bom começo para abrir uma franquia do ramo, mas, além disso, veja quais outras franquias já estão atuando no mercado, veja se as pessoas tem costume de ir a sorveterias, converse com as próprias pessoas na rua para ter uma noção completa do que elas acham e tenha assim um controle do segmento de sorvetes em sua cidade. Identifique também um local apropriado para se instalar e não se esqueça de pesquisar para tentar encontrar a franquia que realmente lhe agrada, confira os destaques:

#1: Franquia Chiquinho Sorvetes

Se você está procurando franquias de sorvetes para investir, então a Chiquinho Sorvetes é uma das mais interessantes para se montar atualmente, já que ela se tornou um verdadeiro sucesso no interior do estado de São Paulo e expandiu rapidamente suas franquias para outros estados brasileiros, portanto essa pode ser uma opção interessante para montar em sua cidade. Basicamente esse negócio funciona como uma sorveteria comum, porém a diferença é que você poderá contar com uma estrutura incrível de trabalho, um nome forte no mercado e suporte para abrir sua franquia com o máximo de sucesso.

O investimento aproximado que você precisará fazer para ter sua franquia em funcionamento será de R$ 250 mil, mas o legal é que esse tipo de franquia costuma ter um ótimo faturamento mensal, chegando na faixa dos R$ 40 mil por mês. Então faça uma boa analise e se quiser poderá até mesmo solicitar o contato dos representantes diretamente no site da Chiquinho Sorvetes (www.chiquinho.com.br/franquias), pois assim é mais fácil manter contato diretamente com os franqueadores.

#2: Franquia de sorvetes Freddissimo

Uma das franquias de sorvetes que está em expansão no mercado é a Freddissimo e talvez seja uma grande opção para você implementar em sua cidade. Ela está há cerca de 15 anos no mercado, oferece sorvetes de alta qualidade por fabricar seus próprios produtos, oferece ainda um total apoio para o novo franqueado, além disso tem uma estrutura muito moderna com tecnologias vindas da Europa.

O investimento inicial para as franquias de sorvetes Freddissimo fica entre R$ 160 e R$ 290 mil, sendo que tudo vai depender do tamanho do seu espaço, da localização e de outros detalhes, mas no geral a própria franquia indica que você tenha pelo menos 30 metros quadrados para instalar a sorveteria. Dependendo da localidade onde você pretende instalar sua franquia de sorvetes, é possível contar ainda com a possibilidade de montar um quiosque da Freddissimo, então a nossa dica é que você consulte diretamente a empresa para saber da disponibilidade e obter mais informações.

#3: Franquia IceMellow

O empreendedor que está procurando franquias de sorvetes com baixo custo, poderá se interessar pela IceMellow, que é uma das empresas que está a mais de 18 anos no segmento e que oferece um investimento inicial na faixa dos R$ 150 mil. Atualmente ela conta com cerca de 65 lojas em todo o Brasil e o melhor é que a IceMellow trabalha não só com sorvetes, mas também com outros produtos que tendem a interessar o seu público alvo, como salgados e cafés, sobremesas, Frozen Yogurt, açaí e outros mais!

Além disso, as franquias de sorvetes IceMellow têm uma boa margem de faturamento, ficando entre R$ 30 e R$ 80 mil, sendo que desse valor você poderá ter até 25% de lucro sobre o negócio. Caso você queira obter mais informações, poderá ir até o site da franquia (www.icemellow.com.br/franquias) e efetuar o seu cadastro para receber o contato direto de um representante da empresa.

Vale a pena abrir uma franquia de sorvetes?

Hoje o próprio mercado nos oferece uma variedade muito grande de franquias, portanto é possível analisar muitas até chegar naquela que atenda realmente as suas necessidades e com as franquias de sorvetes não é diferente. O certo é que os sorvetes tem um nível de vendagem muito bom na maioria das regiões brasileiras, afinal moramos em um país tropical e a procura por sorvetes, picolés e produtos gelados é algo constante, sem falar que no verão as vendas aumentam ainda mais nas sorveterias.

De certa forma o negócio através de franquias se torna interessante, porque você terá a possibilidade de iniciar com uma marca reconhecida no mercado, com uma estrutura de primeira e ainda contar com o suporte para abrir a franquia com o máximo possível de sucesso.

Screenshot_1 Freezer Horizontal Dupla Ação 2 Portas 419L Chest DA420 Metalfrio
Por: R$ 2.199,00 à vista
ou 10x de R$ 219,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 2.089,05 à vista

Fonte: montarumnegocio.com.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 26 de agosto de 2014.

Comentários [0]

Montar uma pequena fabrica de doces caseiros pode ser uma alternativa eficiente para construir seu próprio negócio e ao mesmo tempo fazer algo que você já gosta. A verdade é que a maioria das pessoas que investem nesse tipo de negócio já tem um certo conhecimento, porém mesmo que você ainda não seja especialista na produção de doces caseiros, saiba que hoje o mercado nos oferece uma grande variedade de cursos preparatórios para iniciantes na área.

Pensando nisso, preparamos algumas dicas de como iniciar sua fábrica de doces caseiros, mesmo com pouco dinheiro. Dessa forma é possível construir algo sólido, que não dependa de outras empresas ou pessoas e que ao mesmo tempo lhe dê a alegria de estar trabalhando com algo agradável.

 shutterstock_145634536

Local e instalações para uma fabrica de doces caseiros

Naturalmente uma fabrica de doces caseiros pode ser iniciada na sua própria casa, pois o objetivo do negócio é ser algo simples e que exija o mínimo de investimento para o iniciante. Caso você queira montar algo com uma estrutura maior ou por algum motivo a sua casa não seja o local ideal para trabalhar, a dica é que alugue um pequeno espaço, onde simplesmente precisará ter uma cozinha, um banheiro e se quiser poderá montar uma área de exposição dos produtos fabricados.

A compra de equipamentos para trabalhar será um investimento inevitável nesse princípio de negócio. Lógico que algumas pessoas começam com o que tem na própria casa, porém certamente você vai precisar de formas para doces, vasilhas apropriadas, um liquidificador, batedeira, embalagens para doces, vai necessitar de um freezer e outros equipamentos diversos. Certifique-se sempre de usar água de qualidade, se preocupe com a limpeza do local, trabalhe com equipamentos e utensílios higienizados, assim como várias outras coisas fundamentais para a produção de alimentos.

Como montar uma fabrica de doces caseiros?

Outro detalhe fundamental para quem vai abrir sua própria fábrica de doces caseiros é com relação ao cardápio de produtos que serão produzidos. O ideal é oferecer um grande leque de produtos, tais como brigadeiro, doces em barra, doces em compotas, poderá fazer ovos da pascoa, trufas e vários outros tipos de doces que vão desde bolos a pirulitos de chocolate para vender. Com isso definido, comece pensar nos fatores legais para transformar a pequena fabricação de doces caseiros em um negócio organizado e pronto para trabalhar formalizado no mercado local.

A qualificação profissional nesse ramo será determinante para seu sucesso, portanto aprenda a fazer os melhores doces possíveis, com um ótimo sabor e procure inovar, já que é através dos pequenos detalhes que você vai se diferenciando dos concorrentes.

Quanto custa abrir uma fabrica de doces caseiros?

O investimento geralmente não será alto para montar uma fabrica de doces caseiros desse tipo, principalmente pelo fato que estamos falando de algo pequeno. A maior parte do seu custo inicial ficará por conta dos utensílios que serão usados no dia a dia, da matéria prima para fazer doces diversos e talvez necessite também de alugar um ponto comercial. Com isso, você vai investir entre R$ 2 mil e R$ 15 mil para abrir uma fabrica de pequeno porte e começar trabalhar com produtos desse tipo, mas vale sempre a pena ressaltar que todo o custo será referente a estrutura desejada para seu negócio.

Clientes e divulgação para sua fabrica de doces

Um dos focos principais de uma mini fábrica de doces caseiros é produzir para vender no atacado, porém o melhor em todo caso é diversificar suas formas de vendas para conseguir atender com eficiência todos os tipos de clientes. Na maioria dos casos você vai fornecer a docerias, supermercados, padarias, poderá vender no varejo com um preço um pouco maior e existe ainda a possibilidade de montar seu próprio site de vendas pela internet, já que esse é um meio muito utilizado pelos fabricantes que desejam expandir suas vendas.

Existem pequenos fabricantes de cocada na Bahia, por exemplo, que fazem o maior sucesso vendendo seus produtos pela internet, pois os consumidores de outras regiões do Brasil adoram esse tipo de doce e costuma comprar sempre para consumo. Quando estiver iniciando, poderá investir em anúncios nos jornaizinhos que circulam em sua cidade, poderá pegar encomendas para festas e procurar firmar parcerias com empresas que vão comprar seus doces para revender.

Fabrica de doces caseiros vale a pena?

Por mais incrível que pareça, é possível ter uma ótima margem de faturamento mensal com um negócio desse tipo, principalmente se conseguir firmar boas parcerias com pequenas empresas de sua região. De qualquer forma, não existe um valor exato que você poderá faturar com sua fábrica de doces caseiros, mas é possível ter um faturamento variando entre R$ 4 e R$ 20 mil para um negócio de pequeno porte.

Vale muito a pena investir na montagem da sua própria fábrica, já que esse é um produto típico em todos os lugares e se você tiver realmente habilidade para a fabricação desse tipo de alimentos, as chances são que seu negócio vai prosperar muito rapidamente.

Screenshot_5 Fogão Industrial 2 Bocas Bravo Venâncio
Por: R$ 329,00 à vista
ou 8x de R$ 41,13 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 312,55 à vista

Fonte: montarumnegocio.com.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 21 de agosto de 2014.

Comentários [0]

Comprar equipamentos para restaurante self service é algo indispensável para você que está planejando investir nesse modelo de negócio.

Certamente você já deve ter notado que esse tipo de negócio exige sempre um alto investimento inicial e que a maior parte desse investimento ficará por conta dos equipamentos de trabalho, mas de todo modo eles serão fundamentais para o bom desenvolvimento do seu novo restaurante, seja ele pequeno ou grande.

 shutterstock_62849191

Principais equipamentos para restaurante self service

Fazer uma lista com os equipamentos que você vai necessitar é algo muito importante nesse inicio, já que são muitas coisas a ser adquiridas. Você vai precisar de um bom planejamento antes de ir as compras. A verdade é que um restaurante self service requer sempre uma variedade muito grande de utensílios. Confira uma pequena lista com alguns dos principais itens que você vai necessitar nesse inicio:

1 ou 2 buffets self service grande

Balança

Pratos, guardanapos, facas, copos e talheres

Caldeirões e panelas para cozinhar

Freezers

Fogão normal e industrial

Fornos para assar frangos

Liquidificadores e batedeiras

E vários outros equipamentos.

Equipamentos para a estrutura do restaurante self service

Além dos utensílios que serão usados na maioria dos casos para lidar com os tipos de comidas servidas, você ainda vai precisar adquirir outros equipamentos que compõem a estrutura do seu restaurante. Então veja mais uma listinha de itens utilizados nesse ambiente:

Exaustores e climatizadores

1 mesa para a cozinha

Balcão de pagamento

Mesas e cadeiras (de preferência que sejam de madeira)

1 Televisão

Equipamentos para decoração

Screenshot_4 Rechaud Inox 1 Cuba Banho Maria Brinox
Por: R$ 599,40 à vista
ou 10x de R$ 59,94 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 569,43 à vista

Fonte: montarumnegocio.com.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 19 de agosto de 2014.

Comentários [2]

Os lanches rápidos estão sempre em alta, pois são alternativas muito interessantes para as pessoas que não tem o mesmo tempo disponível que outras, então acabam recorrendo a essas opções comuns do dia a dia. A seguir iremos falar, então, de algumas opções de lanches feitos na hora que você pode investir a partir de agora.

 shutterstock_82801342

Vender cachorro quente

A venda de cachorro quente é uma das mais tradicionais desse ramo e quando o assunto é dicas de lanches para vender ele está sempre na lista. Tudo isso porque o famoso “Hot Dog” se tornou algo conhecido em todo o Brasil e as pessoas passaram a consumir na praia, no meio da rua, em praças ou em qualquer outro lugar.

O processo para começar trabalhar vendendo esse tipo de lanche não é nada difícil e exige apenas um pequeno investimento com os produtos para a preparação e um carrinho próprio, que pode ser ambulante ou fixo em um determinado lugar.

Fazer salgados fritos na hora

Montar uma barraquinha e fazer salgados fritos na hora é outra das dicas de lanches para vender, já que isso é algo feito em algumas localidades e pode funcionar muito bem na sua cidade.

O ponto chave para trabalhar dessa forma é encontrar um local com um bom fluxo de pessoas, seja durante o dia ou à noite, e montar uma barraquinha onde possa fritar seus salgados lá mesmo.

São salgados comuns do dia a dia, como pastéis, coxinhas, enroladinhos e muito mais. O grande diferencial é que serão preparados na hora de acordo o gosto de cada cliente, então vale a pena planejar e quem sabe até investir nesse tipo de negócio com cara de inovador.

Vender espetinhos assados

Os espetinhos ou churrasquinhos, como são chamados em outros locais, se encaixam perfeitamente nas nossas dicas de lanches para vender na rua, até porque esse tipo de comida rápida caiu definitivamente no gosto das pessoas independentemente da localidade.

A partir do momento em que você consegue se fixar em um local bastante frequentado pelas pessoas, como uma pracinha, as vendas tendem a ser muito boas.

O ideal então é oferecer sempre produtos com a máxima qualidade e bons complementos como a cerveja, refrigerantes ou mais algum tipo de produto.

Vender batatas fritas na hora

Dentre nossas dicas de lanches para vender eu não poderia deixar de falar da venda de batatas fritas, pois essa é uma opção muito simples de se começar que vem sendo praticada por um grande grupo de pessoas e até mesmo em grandes eventos já é possível encontrarmos pessoas trabalhando com isso.

A verdade é que não há nenhum segredo para se vender batatas fritas na hora, bastando apenas um pouco de dedicação e capacidade de preparar produtos com qualidade.

Você gostou das dicas de lanches para vender?

Nesse artigo, tentamos fazer um pequeno apanhado e trazer dicas de lanches para vender na rua, na porta da escola ou mesmo na faculdade, mas você pode ir muito além disso e começar fazer outros produtos como as pequenas pizzas, misto quente ou outros lanches próprios.

Todos esses alimentos rápidos tem um potencial de vendagem muito bom, pois as pessoas estão consumindo sempre em grande escala. Então comece planejar como será o seu novo negócio e mãos a obra a partir de agora.

Screenshot_1 Carrinho de Hot Dog 1,20mx60cm com Chapa/Molheira/Dep./Guarda Sol CH3 Alsa
Por: R$ 1.369,00 à vista
ou 10x de R$ 136,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 1.300,55 à vista

Fonte: montarumnegocio.com.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 14 de agosto de 2014.

Comentários [0]

A venda de pasteis pelas ruas da cidade é uma das atividades mais comuns do nosso meio e muitas pessoas conseguem obter lucros significativos apenas vendendo seus próprios salgados, então nada melhor para isso que descobrir como montar uma barraca de pastel.

 pastel-2

Escolha um local para montar sua barraca

Esse é um fator muito importante que poderá determinar se você vai ter sucesso ou não após montar uma barraca de pastel, afinal, quanto maior for a presença de pessoas no local, a facilidade em se chegar e a comodidade para os clientes, mais resultados irá conseguir ter.

Geralmente uma barraca de pastel é montada em praças ou em locais de grande movimento, como nas ruas do centro da cidade, mas cabe a você decidir em qual ambiente irá se instalar.

Outra opção que podemos encontrar com certa facilidade são as barracas montadas em frente à casa dos fabricantes de pasteis. Essa é uma opção que também pode dar muito certo, desde que na sua rua circule uma boa quantidade de pessoas. Então planeje desde já como irá trabalhar, porque tudo requer um bom planejamento, mesmo sendo um negócio muito pequeno.

Montando sua barraca de pastel

O processo mais difícil até dar inicio a essa atividade é, realmente, montar a barraca fisicamente, pois será preciso um certo investimento inicial e um bom tempo de preparo.

Na maioria dos casos, quem deseja montar uma barraca de pastel resolve cria-la de forma desmontável, sendo que todo o seu material é feito de ferro e apenas com uma “lona” por cima para cobrir a barraca. Dessa forma é possível montar e desmontar todos os dias. Então será preciso mandar fazer todo esse material para só depois começar trabalhar.

Além da barraca em si, você precisará de muitos outros equipamentos de trabalho, como um fogão, caso for fritar os salgados na hora, uma mesa, expositores de pasteis, mesas com cadeiras para os clientes e muito mais.

O que vender em uma barraca de pastel?

Quem deseja montar uma barraca de pastel tem em mente que vai trabalhar exclusivamente com esse tipo de salgado, porém, você não precisa se limitar somente a ele, pois poderá estar perdendo dinheiro sem saber. Com base nisso, é importante buscar alternativas para diversificar seus produtos e assim oferecer outras coisas a seus clientes.

Vender sucos, refrigerantes, outros tipos de salgados, água mineral, doces e outros produtos básicos pode ser muito vantajoso e aumentar ainda mais a sua renda mensal. Então aproveite seu ponto comercial para lucrar com ele sem perder o foco do seu negócio.

Confira algumas dicas para você que está querendo montar uma barraca de pastel:

Tenha um espaço organizado – A higiene e a organização do espaço de trabalho é algo fundamental para que sua barraca de salgados obtenha sucesso, então procure manter tudo muito limpo ao seu redor, afinal você estará trabalhando na rua com seu negócio.

Ofereça produtos de qualidade – Esse é outro fator muito simples, mas que faz com que muitos vendedores de salgados pelas ruas não vendam bem e desde o principio você deve presar pela qualidade em seus produtos.

Foque nos horários de pico – Para se dar bem em um negócio desse tipo você precisa estar trabalhando nos horários de maior necessidade das pessoas, então comece trabalhar cedo e aproveite também o período da tarde/noite, pois são os horários que mais vendem.

Screenshot_24 Tacho para Frituras 14 litros PR-14G Progás
Por: R$ 199,00 à vista
ou 4x de R$ 49,75 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 189,05 à vista

Fonte: montarumnegocio.com.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 12 de agosto de 2014.

Comentários [0]

Dos anos 90 para cá as padarias vêm evoluindo tanto, que mal lembram aqueles pequenos comércios bairristas. Hoje em dia as panificadoras também podem servir lanches, sucos, sorvetes, produtos de conveniência, além de uma variedade infinita de pães, bolos, e doces.

Se você está animado com a ideia de ter uma panificadora, ou uma mini padaria  veja agora como montar uma padaria e aproveite as nossas dicas!

 shutterstock_154079093

Localização

É importante pesquisar a região onde se pretende montar uma panificadora, ou franquia de padaria e café.

O empreendedor deve analisar os imóveis disponíveis no bairro; o poder aquisitivo dos moradores; o número de padarias existentes na região, e a qualidade de produtos e atendimento oferecida por elas.

Dê preferência a locais com grande volume de veículos, pontos de ônibus, taxi, e fluxo constante de pessoas.

Estrutura

A estrutura básica de uma pequena panificadora exige-se uma área de 60 a 100 m² (de preferência com subsolo), dimensionada num projeto que alie praticidade, higiene rigorosa, espaço e local agradável para um atendimento diferenciado em relação aos concorrentes. Além disso, é bom lembrar que cuidados com iluminação e ventilação são imprescindíveis, e que a facilidade de acesso às prateleiras de mercadorias e aos frigoríficos são fundamentais.

Os equipamentos básicos são:

Fornos, amassadeiras, cilindros médio (para sovar a massa), batedeiras, modeladoras, divisoras de massas, utensílios para confeitaria, mini forno, assadeiras, mini modeladora, balanças, freezers, mesas com cadeiras, balcões, prateleiras, mesas de preparo.

Isso tudo, além é claro dos móveis, utensílios e equipamentos da administração (Computador, fax, etc..).

Uma padaria trabalha das 6:00 hrs. da manhã às 22:00 hrs. da noite, de domingo a domingo, inclusive feriados.

Algumas padarias de cidades grandes, trabalham até 24:00 hrs. por dia.

Atendimento

A relação entre balconista e freguês de padaria tem fama de harmoniosa e sadia, no entanto, estamos na era da internet e da entrega a domicílio, e se você é um empreendedor antenado, implantar um site da empresa pode ser uma grande sacada, pois acaba por conquistar e fidelizar o cliente.

Tipos de Padarias

Dependendo do local onde a sua padaria será instalada, você poderá oferecer produtos específicos para a sua região.

Padarias em locais de alto poder aquisitivo, podem oferecer produtos importados, vinhos, queijos, etc.

Padarias localizadas em área comercial podem oferecer fast food, rotisserie, bar, etc.

Padarias bairristas têm um serviço que oferece produtos de mercearia, como enlatados, achocolatados, além de lanches.

Por ser uma unanimidade, o pão é consumido em larga escala.

O pãozinho francês de sal de 50 g representa 50% dos produtos panificados elaborados.

No entanto, dependendo do grau de sofisticação do bairro em que vai ser instalada a padaria, o direcionamento e a personalização dos produtos oferecidos é uma necessidade.

É aí que entram os outros pães como as baguetes, os pães de forma, integrais, hot dogs, hambúrgueres, etc., produzidos em função da demanda local da panificadora.

Produção

Produza pouco e várias vezes ao dia, assim o produto estará sempre fresquinho, e agradará tanto o freguês mais antigo, quanto conquistará gostos diferentes.

Os horários sugeridos são: 1ª remessa às 5 horas; 2ª remessa às 9 horas; 3ª remessa às 12:20 h, 4ª remessa às 15:30 min; 5ª remessa às 17:30 min.

Para a 1ª remessa de pães ser vendida às 5 horas, o empreendedor precisa estruturar a equipe de funcionários de modo a concluir um revezamento de pessoal que garanta produtividade e evite desperdício.

Conforme o movimento e a clientela da padaria, o empreendedor pode remanejar estes horários e as quantidades de remessas.

A produção de pães em cada remessa varia de 350 a 700 unidades, de acordo com o movimento. O setor industrial da empresa deverá trabalhar em dois turnos de 8 horas cada, numa média mensal de 26 dias.

Algumas dicas para o sucesso do empreendimento:

Adquirir equipamentos modernos, capazes de produzir com alta qualidade e baixos custos operacionais, tornando seu produto competitivo no mercado;

Manter o padrão de qualidade e uniformidade do produto;

Observar os aspectos legais que envolvem o empreendimento, tais como registros e inscrições nos órgãos públicos pertinentes;

Preparar-se para a condução do negócio através do desenvolvimento de suas habilidades gerenciais e da formação dos seus funcionários.

Como enfrentar a concorrência

Para enfrentar a concorrência dos supermercados, padarias buscam alternativas.  O mercado de panificação está cada vez mais concorrido devido à mudança no perfil do consumidor, à entrada de novos empresários no setor entre outros motivos.

Houve também um aumento indiscriminado no número de padarias, às vezes com menos de 50 metros de distância entre cada uma em algumas regiões. A maior concorrência, no entanto vem dos supermercados, principalmente porque os pães são utilizados por esses concorrentes somente para atrair a freguesia e fazem isso com promoções especiais.

Abertura da empresa

Torna-se necessário tomar algumas providências, para a abertura do empreendimento, tais como:

Registro na Junta Comercial; Registro na Secretária da Receita Federal; Registro na Secretária da Fazenda; Registro na Prefeitura do Município; Registro no INSS;(Somente quando não tem o CNPJ – Pessoa autônoma – Receita Federal) e Registro no Sindicato Patronal.

O novo empresário deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar seu empreendimento para obter informações quanto às instalações físicas da empresa (com relação à localização), e também o Alvará de Funcionamento.

Além disso, deve consultar o PROCON para adequar seus produtos às especificações do Código de Defesa do Consumidor (LEI Nº 8.078 DE 11.09.1990).

Algumas legislações que o futuro empreendedor deve ter conhecimento.

– LEI Nº 6.437/77 – Configura infrações à legislação sanitária federal, estabelece as sanções respectivas, e dá outras providências.

– DECRETO-LEI Nº 986/69 – Institui Normas Básicas sobre Alimentos.

– PORTARIA Nº 326/SUS/MS/97 – Aprova o Regulamento Técnico; Condições Higiênicas.

-Sanitárias e de Boas Práticas de Fabricação para Estabelecimentos Produtores/Industrializadores de Alimentos.

Para maiores informações consulte o site da ANVISA.

Screenshot_5 Masseira Basculante 5Kg Monofásica Bivolt ALI-05 C/IN Braesi
Por: R$ 1.499,00 à vista
ou 10x de R$ 149,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 1.424,05 à vista

Fonte: franquiaempresa.br.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 7 de agosto de 2014.

Comentários [0]

Muita gente deseja trabalhar vendendo seus próprios produtos, seja para ganhar apenas uma grana extra todo mês ou mesmo para transformar em um negócio maior, porém é muito comum encontrarmos pessoas sem saber exatamente o que fazer ou por onde começar. Os bolos e tortas para vender são exemplos clássicos desses tantos produtos que podem ser comercializados.

Quem vai trabalhar com esses produtos em questão, deve saber logo de cara que o principal fator para vender mais é a qualidade, então é preciso buscar conhecimento e aprender fazer os melhores bolos e tortas para vender, caso deseje se tornar um vendedor reconhecido e bem sucedido com a vendagem dos seus próprios produtos.

A verdade é que mesmo sabendo fazer tortas, bolos ou qualquer outro tipo de alimento muito bem, a ponto de vende-los, é necessário inovar, conhecer alternativas para vender e melhorar o seu cardápio de vendagem, sabe por que? O motivo é simples, porque o mercado evolui e só que investir em produtos de qualidade vai conseguir obter bons resultados. Procure fazer um bom curso de culinária e aprenda produzir ótimos produtos.

 shutterstock_112217459

Defina como irá trabalhar

Você como profissional novo nessa área não pode pensar somente em fazer bolos e tortas para vender e pronto! É preciso analisar muitas coisas antes de começar trabalhar e uma delas é a forma como irá vender seus produtos. Naturalmente existem muitos meios e opções, confira abaixo:

Vender em casa – Quando se tem um bom conhecimento no lugar e se faz uma boa divulgação regional, é possível vender seus produtos somente em casa e mesmo assim conseguir bons resultados. Isso é feito por muitos vendedores novos e pode funcionar para você também.

Trabalhar com encomendas – A melhor opção para quem faz bolos e tortas para vender é, justamente, trabalhar com encomendas. Dessa forma você poderá fazer produtos em uma quantidade determinada pelo cliente e até firmar parcerias com empresas para revender. Aproveitar as festas de casamente e aniversário também pode ser uma boa ideia para vender seus produtos.

Montar uma barraca na rua – É muito comum encontrarmos as famosas barraquinhas de lanches nas ruas, então essa é mais uma opção para trabalhar com seus bolos e tortas para vender, além disso, é possível diversificar e oferecer outros tipos de lanches. O ideal é encontrar um local com um grande movimento para trabalhar.

Vender de porta em porta – Existem também muitas pessoas que preferem vender seus produtos de forma ambulante, vendendo de porta em porta e você pode aproveitar tudo isso para também sair pelas ruas da sua cidade vendendo o que acabou de fazer. Geralmente as pessoas utilizam cestas ou caixas de isopor para armazenar seus produtos e vender.

Vale a pena trabalhar dessa forma?

Esse é um tipo de negócio simples e muito pratico para trabalhar, porém exige bastante dedicação e conhecimento na área. Então é uma opção que vale muito a pena, principalmente se a pessoa gostar de produzir seus próprios produtos e estiver disposta a aprender coisas novas constantemente e ter facilidade em fidelizar clientes.

Tudo isso é necessário para se alcançar uma boa vendagem e o sucesso com os bolos e tortas para vender, até porque se você focar nessas necessidades básicas, tudo tende a funcionar de forma muito eficiente, já que o publico atual adora consumir esse tipo de produto.

Screenshot_3 Forno Industrial FIM para Fogão Maxi Venâncio
Por: R$ 599,00 à vista
ou 10x de R$ 59,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 569,05 à vista

Fonte: montarumnegocio.com.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 5 de agosto de 2014.

Busca
Mais consultados
Conheça o nosso site
Vídeos
Curta nossa Fanpage
Siga-nos no Twitter
Ofertas exclusivas por e-mail