Comentários [0]

Quer fazer uma reunião em casa para os amigos ou família e ainda não sabe o que vai preparar? Confira a nossa dica:

Pure-de-mandioquinha-com-carne-de-panela-03

Ingredientes

 

Carne Bêbada

1,5 kg de filé mignon ou outra carne de sua preferência cortado em cubinhos;

1 cebola picada em cubinhos;

2 dentes de alho picados;

4 colheres de sopa de shoyo;

Sal;

1 lata de cerveja preta que não seja doce;

1 lata de molho de tomate;

1 pacote de creme de cebola dissolvidos em 200 ml de água Cebolinha.

Purê de Mandioquinha e Batata

3 batatas;

4 mandioquinhas;

100g de manteiga com sal;

3/4 de xícara de Leite;

Sal;

Cebolinha.

Modo de preparo

 

Carne

Temperar a carne com sal. Em uma panela de pressão refogar o alho e a cebola e acrescentar a carne. Refogar por cerca de 10 minutos, até diminuir um pouco a água. Acrescentar o shoyo, o molho de tomate, o creme de cebola dissolvido em água e a cerveja preta. Misturar e tampar a panela. Depois que pegar pressão, cozinhar em fogo baixo. O tempo de cozimento vai de acordo com a carne. Retirar a carne depois de 15 a 20 minutos. Se ainda não estiver macia o suficiente, termine de cozinhar numa panela normal, pois o molho engrossa e tende a grudar no fundo da panela. Servir com cebolinha por cima.

Purê de Mandioquinha e Batata

Cozinhar a batata e a mandioquinha descascadas e cortadas em cubos. Quando estiver macia retirar a água e espremer. Se sobrarem alguns carocinhos, use o mixer levante para obter uma mistura mais homogênea. Acrescentar a manteiga. Levar a panela ao fogo e acrescentar o leite.

Servir com cebolinha por cima.

Screenshot_5 Jogo de Panelas Inox 5 Peças Allegra 65650/190 Tramontina
Por: R$ 239,00 à vista
ou 7x de R$ 34,14 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 227,05 à vista

Fonte: gshow.globo.com.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 31 de janeiro de 2014.

Comentários [0]

O mercado de refeições coletivas –restaurantes corporativos que fornecem alimentação a empresas como indústrias, hospitais e escolas– faturou R$ 14,7 bilhões em 2012, ante R$ 13 bilhões em 2011, um crescimento de 13%, segundo a Aberc (Associação Brasileira das Empresas de Refeições). A projeção para 2013 é de crescimento entre 10% e 20%.

 shutterstock_112849489

Segundo Reinaldo Messias, consultor do Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e às Pequenas Empresas de São Paulo), o setor oferece bastante oportunidade para empreendedores interessados em abrir um negócio no ramo de refeições coletivas.

O motivo, conta Messias, é que as empresas brasileiras subsidiam a alimentação de seus empregados, seja por meio do pagamento de vale-refeição ou por meio de refeitório no local de trabalho. E, com isso, a procura pelo serviço é grande.

“A maneira mais fácil e simples de entrar nesse mercado é fornecendo marmitas para empresas ou obras vizinhas. Basta ter senso de oportunidade. Onde houver um canteiro de obras, por exemplo, há necessidade de alimentação”, declara.

Outra forma de operar no segmento é por meio de cozinhas industriais que preparam e servem a refeição dentro da própria empresa que contrata o serviço.

“Os equipamentos podem ser do contratante ou do fornecedor. O primeiro caso diminui o investimento necessário para o início do negócio. Já o segundo, permite ao empreendedor melhores condições de negociação na hora de renovar o contrato, já que a cozinha está em suas mãos”, afirma Messias.

Para se diferenciar, o consultor diz que é importante ter um bom cardápio.

Segundo ele, a empresa precisa oferecer alimentos de acordo com a preferência dos trabalhadores e com a quantidade adequada, atendendo aos horários e os prazos estabelecidos.

Os cuidados com a segurança alimentar também são imprescindíveis.

É possível, ainda, fornecer alimentos para as empresas que administram refeitórios de grandes companhias, como faz o restaurante italiano Capisce.

A central de produção de massas da empresa comercializa pratos italianos para a Sodexo, que abastece os refeitórios do Complexo Itaú e do Hospital São Luís –unidade Anália Franco, ambos em São Paulo (SP).

“É necessário fazer treinamentos voltados à manipulação adequada dos alimentos e, dependendo das instalações, laudo de segurança dos bombeiros e cumprimento de normas específicas da secretaria de vigilância sanitária do município”, diz Messias.

Ritmo das empresas determina desempenho do setor

Daniel Mendez, 49, é dono da Sapore, umas das três maiores empresas de refeições corporativas do Brasil, segundo a Aberc, que faturou R$ 1,2 bilhão ano passado. Ele administra 1.100 restaurantes, 15 mil colaboradores e serve mais de um milhão de refeições por dia.

Segundo Mendez, o setor de refeições coletivas é muito dependente de fatores macroeconômicos.

“Se as empresas vão bem, o negócio vai bem. Conforme cresce o número de contratados, cresce também o número de refeições fornecidas. Quando as empresas abrem novas unidades, são novos pontos de mercado para explorar”, declara.

Antonio Guimarães, diretor da Aberc, explica que os contratos do setor costumam ser anuais e que a inflação, que afeta o preço de itens de hortifrúti e carnes, é a principal vilã.

“O fornecedor já tem de prever no contrato a oscilação dos preços de matérias-primas para não ter prejuízo depois de alguns meses. Para conquistar clientes, os fornecedores tentam baixar ao máximo os preços, o que resulta em pequenas margens de lucro, em torno de 4%.”

Screenshot_4 Balança Eletrônica sem Bateria e sem Saída Serial Prix III Light Toledo
Por: R$ 499,00 à vista
ou 10x de R$ 49,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 474,05 à vista

Fonte: economia.uol.com.br.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 30 de janeiro de 2014.

Comentários [0]

Montar uma distribuidora de gás pode ser um negócio bem lucrativo, já que gás de cozinha não escolhe hora para acabar. É nessas horas que uma distribuidora de gás é lembrada pelo consumidor e com a vantagem de não precisar sair de casa para comprar o produto. Muitos consumidores são clientes fiéis a determinados postos de vendas de gás com seu próprio sistema de televendas.

 shutterstock_140481553

Mais importante do que vender e manter o estoque de gás em seu ponto de venda é saber atender o cliente pelo telefone. Oferecer velocidade no serviço de entrega também é um diferencial em determinada região onde a concorrência é grande.

Pré-requisitos para ser empreendedor

Para quem gosta de vender e fornecer serviços e produtos direto para os consumidores, esta é a área certa para se investir. O prazer em atender bem o cliente e ver o seu empreendimento crescer é muito motivador.

Saber expor suas ideias e pensamentos também é importante. Os clientes gostam de ser bem atendidos e ter novidades que atendam às necessidades deles. Invista regularmente em novidades que atraiam a atenção de atuais e novos clientes.

Inspirar e fazer com que o seu comércio obtenha a confiança do consumidor é importante, ainda mais quando a segurança do negócio tem relação direta com o volume de vendas. Demonstre por meios de comunicação o quanto o seu negócio é seguro e o seu produto é de qualidade. Assim, você ganhará mais clientes.

Conhecendo informações sobre o negócio de distribuidora de gás

Conheça como será o seu negócio e a maneira como irá lidar com ele. Pergunte, pesquise e estude o assunto usando as mais diversas fontes de informações disponíveis em sua realidade.

A possibilidade de visitar outros estabelecimentos que estejam bem instalados é uma ótima fonte de conhecimento. Tente conversar com os empreendedores ou funcionários para obter experiência e saber como trabalham e onde erraram e para evitar cometer o mesmo erro.

Visitar instituições de apoio a criação de empresas também ajuda muito na hora do planejamento de sua empresa. Como muitos empresários da mesma área têm dúvidas comuns, essas instituições oferecem todo um aparato para dar suporte para o seu planejamento. Eles podem dar informações sobre os riscos do negócio, vantagens e, inclusive, informações sobre o mercado de distribuidoras de gás.

Para planejar, é interessante entrar na pele do consumidor e entender suas necessidades básicas. Tente se colocar no lugar do consumidor para ter uma melhor visão de negócio. Todo empreendedor tem bastante noção de como um consumidor quer o seu gás e produtos similares e como deseja ser tratado.

Colocando o planejamento da distribuidora de gás em prática

Depois de o empreendedor se certificar que todo o planejamento está devidamente feito é hora de agir. A motivação por parte do empresário é inevitável, mas, apesar disso, tenha os pés no chão e não hesite em conferir tudo o que fez e a maneira como o seu negócio está sendo montado.

Certifique-se que todas as ações estão sendo bem feitas, como segurança do local, legalização da distribuidora de gás, obtenção de clientes, compra e locação de móveis, entre outros. Escolha um profissional que tenha as habilidades que o seu negócio necessita para atender aos clientes e monitore os resultados a partir da prática de vendas.

Siga o planejado, mas se necessário faça mudanças de acordo com o objetivo a ser alcançado. Use os números para medir o desempenho do seu negócio. No final de tudo, o esforço será recompensado com a satisfação de missão cumprida e de ver seu sonho realizado.

Atendimento ao cliente da sua distribuidora de gás

Um mau atendimento ao cliente é fatal para quem está começando qualquer negócio. Se o empreendedor ou o funcionário da distribuidora de gás estiver com dificuldades para atender os clientes, talvez deva considerar um curso sobre o assunto. O tempo investido nesse curso será valioso juntamente com a obtenção de dicas e macetes valiosos para gerenciar o atendimento no seu negócio.

Evite ao máximo deixar o cliente esperando na linha. Seja prestativo e anote qual a demanda do cliente: troca ou compra um novo gás. Nos casos em que o cliente não encontrar o que procura em sua distribuidora de gás, ofereça soluções e sua ajuda será lembrada no futuro.

A sua distribuidora de gás também não precisa, necessariamente, vender somente gás. A venda de outros produtos domésticos como, por exemplo, água mineral e suprimentos também dão força ao seu negócio.

Call Center do tamanho do seu negócio

Com o crescimento das distribuidoras de gás, criar um call center dará suporte ao seu negócio. Com o volume de vendas e contatos aumentando, é necessário organizar todas as informações e contatos com excelência, sem falar que a imagem de profissionalismo fica impressa na decisão de compra do consumidor.

Há diversas maneiras de monitorar as ligações e coletar dados. Um relatório pode indicar os horários que mais os clientes ligam e evitar filas de espera na linha, ou então, indicar as regiões e bairros onde os pedidos de entrega se concentram mais. Assim, é possível definir rotas e caminhos para entregas, além de muitos outros dados que serão úteis para administrar o seu negócio, o seu atendimento e as suas entregas.

Informatizar os seus serviços também é importante, independente do tamanho do seu negócio. Nada mais incômodo do que estar atendendo um cliente e ter de procurar onde deixou anotada uma informação.

Dicas de atendimento na sua distribuidora de gás

Para um bom funcionamento da sua empresa, alguns itens devem ser levados em conta. Veja a seguir algumas dicas para passar uma boa imagem ao seu cliente:

Evite falar gírias e termos técnicos ao extremo com os clientes.

Ao atender a ligação, fale o nome da empresa seguido do nome do atendente.

Evite deixar o cliente esperando muito tempo na linha. Anote o pedido e caso seja a primeira vez, faça o cadastro do cliente.

Barulhos de digitação, som de chiclete sendo mascado e conversas paralelas podem atrapalhar o atendimento e deixar uma má impressão.

Tenha uma boa dicção para evitar mal entendidos.

Treine seus funcionários da entrega para que sejam cordiais com os clientes. Educação e respeito geram confiança e boa imagem.

Essas são apenas algumas dicas para evitar gafes no atendimento. É recomendável se monitorar e ver onde o atendimento e a comunicação com o cliente estão indo bem e onde não está. Alguns imprevistos acontecem e são independentes da vontade do atendente, mas, mesmo nessas situações, é recomendável manter a seriedade e resolver a situação ali mesmo.

Com planejamento e atenção ao cliente, o sucesso da sua distribuidora de gás está garantido!

Screenshot_3 Gaveta de Dinheiro Preta Bematech
Por: R$ 199,00 à vista
ou 6x de R$ 33,17 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 189,05 à vista

Fonte: novonegocio.com.br.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 29 de janeiro de 2014.

Comentários [0]

Quer abrir um negócio que complemente a sua renda nos fins de semana e faça a alegria no almoço de domingo das pessoas da redondeza?

 shutterstock_149194775

Invista na Máquina de Assar Frango Venâncio!

Especificações Técnicas

A Máquina de Assar Frango Venâncio é um dos modelos mais vendidos do mercado. Com seu sistema de aquecimento através de queimadores infravermelhos abastecidos a gás, a Máquina de Assar Frango Venâncio possibilita o rápido preparo de diversos tipos de carnes.

Outra enorme vantagem desta Frangueira é o fato de ela vir com espetos equipados com ganchos duplos ou simples, o que promove a melhor fixação dos frangos e o isolamento em lã de rocha, o que garante que o alimento seja assado por inteiro e com maior economia de energia.

Você poderá contar também com a durabilidade e a facilidade de limpeza da Máquina de Assar Frango Venâncio, uma vez que ela possui acabamento externo em aço inox escovado e acabamento interno totalmente esmaltado a fogo, em esmalte salpicado.

Além disso, a Máquina de Assar Frango Venâncio possui estrutura reforçada em tubo SAE 1020 quadrado com 20x20mm, vidros amplos para a melhor visualização do assado e equipados com roldanas para facilitar a sua abertura e fechamento, facilitando a limpeza e higienização, e o mais importante, deixando o alimento bem mais atrativo para seus clientes!

Por esses e outros motivos, a Máquina de Assar Frango Venâncio é o equipamento que seu comércio precisa e que irá garantir a qualidade que seus clientes exigem.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

– A Máquina de Assar Frango Venâncio possui chave seletora, podendo ser utilizada nas voltagens 110V ou 220V (para girar os espetos).

– A transmissão de movimento de giro dos espetos da Máquina de Assar Frango Venâncio se dá através de sem fim e coroa.

– A Máquina de Assar Frango Venâncio também possui porta de serviço com abertura integral movida através de dobradiças de alumínio.

– Capacidade: para até 30 frangos.

– Consumo de Gás GLP: 1,59kg/h.

– Potência motor: 1/4CV.

– Consumo: 0,19kW/h.

– Queimadores Infravermelhos: 6.

– Altura externa: 1680mm.

– Largura externa: 900mm.

– Profundidade externa: 460mm.

– Garantia: 6 meses.

Screenshot_3 Maquina de Assar Frango – Frangueira Inox a Gás para 30 Frangos SGF3 Venâncio
Por: R$ 1.999,00 à vista
ou 10x de R$ 199,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 1.899,05 à vista

Fonte: catral.com.br.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 28 de janeiro de 2014.

Comentários [0]

Vamos começar a semana com uma receita deliciosa?

 shutterstock_139761919

Para fazer a massa principal:

 

Ingredientes:

250ml de óleo vegetal ou óleo de girassol

250g de açúcar refinado

100ml de leite desnatado

Extrato de baunilha

4 ovos médios

Saco de confeiteiro (para montar o bolo)

Modo de preparo:

Em uma tigela, coloque o óleo, o açúcar, o leite, o extrato de baunilha e os ovos. Misture tudo para formar uma ‘massa líquida’ e divida em duas, usando outra tigela.

Para fazer a massa de baunilha:

 

Ingredientes:

 

Massa principal

175g de farinha com fermento

Meia colher (chá) de fermento em pó

Modo de preparo:

Misture os ingredientes na massa principal líquida e mexa bastante para não empelotar. Reserve.

Para fazer a massa de chocolate:

 

Ingredientes:

 

Massa principal

25g de cacau em pó

125g de farinha com fermento

Meia colher (chá) de fermento em pó

Raspas de meia laranja

Modo de preparo:

Misture os ingredientes na massa principal líquida e mexa bastante para não empelotar. Acrescente as raspas de meia laranja, volte a mexer, e reserve.

Montagem do bolo-mármore:

Forre uma forma com papel-manteiga. Você pode usar jarras, mas o ideal é colocar as massas em sacos de confeiteiro e, no meio da forma, colocar “pingo” por “pingo” de cada sabor, até formar um bolo, alternando as massas. Leve ao forno preaquecido por 35 minutos a 180ºC.

Screenshot_3 Forno Elétrico Gratinatto Inox 44L Fischer
Por: R$ 639,00 à vista
ou 10x de R$ 63,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 607,05 à vista

Fonte: gnt.globo.com.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 27 de janeiro de 2014.

Comentários [1]

Quer chamar a família toda para o almoço de domingo? Confira essa receita:

frango-com-creme-de-milho

Ingredientes

 

Para o frango:

1 peito de frango cozido e desfiado

Azeite quanto baste

1/2 cebola picada

2 dentes de alho amassados

Sal e pimenta-do-reino a gosto

1/2 pote de requeijão

Para o creme:

1 lata de milho verde escorrida

1 lata de leite

1 colher de sopa de amido de milho

1 tablete de caldo de galinha

2 dentes de alho amassados

1/2 cebola picada

Azeite quanto baste

Queijo ralado para polvilhar

Modo de preparo

 

Frango:

Em uma panela refogue no azeite a cebola e o alho.

Adicione o frango e tempere a gosto.

Incorpore o requeijão.

Creme:

Bata o milho, o leite, o amido de milho e o caldo de galinha no liquidificador.

Em uma panela refogue a cebola e o alho no azeite.

Incorpore a mistura do liquidificador, mexendo até borbulhar.

Montagem:

Disponha o frango na refratária, por cima o creme de milho.

Cubra com queijo ralado e leve ao forno alto por cerca de 30 minutos ou até dourar.

Sirva com batata palha.

Screenshot_4 Jogo de Panelas Mônaco 5 Peças Vermelha Tramontina
Por: R$ 549,00 à vista
ou 10x de R$ 54,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 521,55 à vista

Screenshot_5 Forno Elétrico 20L Vermelho Delonghi
Por: R$ 379,90 à vista
ou 10x de R$ 37,99 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 360,91 à vista

Fonte: gshow.globo.com.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 24 de janeiro de 2014.

Comentários [0]

Não vejo a inovação como uma “área” ou como um setor restrito de profissionais, mas sim como uma prática, acessível a todos. E por ser uma prática, não se inova sem boas doses de subjetividade e humanidade, colocando reais necessidades – antes ocultas – em primeiro plano e sabendo desprezar modelos obsoletos que nada podem oferecer à sociedade.

shutterstock_121625803

Por isso, separei alguns nomes que reúnem em si características indispensáveis para um inovador: sensibilidade, olhar humano, simplicidade, capacidade de se reinventar e de reinventar o meio, valorização de novas métricas além das financeiras, entre outras. Sem dúvida, nomes inspiradores.

 

1. Casey Sheahan – CEO da Patagonia

Simboliza um dos mais ambiciosos planos de engajamento de uma empresa em questões de cunho ambiental. A Patagonia, que vende roupas, convida seus clientes a compartilharem a missão de preservar a Terra. Estampa o site oficial da Patagonia: “Vamos comprar o que é saudável e útil, vamos ficar longe do que nós não precisamos e que provoca danos desnecessários, e vamos repensar nosso mundo comum, onde podemos ter apenas o que a natureza pode substituir”. Indico uma visita à página da Patagonia Footprint Chronicles.

 

2. Caine Monroy – Caine’s Arcade

O que dizer quando uma criança de 9 anos de idade decide desenvolver seus próprios brinquedos utilizando caixas de papelão descartadas pela loja do pai? E o que dizer, então, quando ele transforma isso em um negócio e passa a precificar seus fliperamas de forma absolutamente inusitada, com um bilhete de 2 dólares, por exemplo, que permite jogar por 500 vezes?

 

Caine Monroy tem o espírito inventivo, o improviso e um desejo latente de disseminar felicidade que deveria estar em todo inovador. Sua história virou filme e ajuda a custear os estudos de inúmeras crianças com a Caine’s Arcade.

 

3. Cacique Almir – Tribo Suruí

Entendo que um dos principais insumos para inovar é o apreço pelo diálogo: saber encontrar o lugar comum no qual diferentes orientações e visões servem a um mesmo ideal. E, nesse ponto, a história do Cacique Almir é inspiradora à última potência. De 1969, ano do primeiro e trágico contato dos Suruís com o homem branco, para cá, muita coisa mudou.

 

Em 2007, a tribo estabeleceu uma parceria com o Google, um estandarte da modernidade, para mapear a geografia e a história da tribo com a ajuda da tecnologia. Hoje, os índios podem filmar derrubadas ilegais de árvore com telefones celulares. Sugiro esta visita guiada pelo mapa cultural dos Suruí, lançado oficialmente na Rio+20 do ano passado.

 

Screenshot_3 Impressora de Cheques DP20 Serial Preta Bematech
Por: R$ 1.099,00 à vista
ou 10x de R$ 109,90 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 1.044,05 à vista

Fonte: exame.abril.com.br.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 23 de janeiro de 2014.

Comentários [0]

Donos de pequenas empresas constantemente se deparam com situações em que é necessário sentar com um cliente ou fornecedor para chegar a termos que agradem a ambos. Quando há interesse, há negociação. Um dos principais erros dos empreendedores é se deixar levar pela ansiedade. As pessoas querem fechar negócios da forma mais rápida. A negociação é um confronto de interesses e acaba deixando desconfortável o empreendedor que não está acostumado com esse tipo de situação. As pessoas precisam estar atentas desde o primeiro momento e preparar a argumentação.

 shutterstock_78922264

1. Negociar com pressa

As pessoas passam certos sinais que não devem ser ignorados. O momento ideal para negociar não é quando o seu interlocutor está com pressa, verificando o relógio ou o smartphone incessantemente. Não pode ter pressa, o bom negociador cria situações melhores para não perder chances. Não identificar o que o cliente realmente precisa é consequência de uma postura dominadora da conversa. Quem está vendendo tem que escutar mais.

2. Agir pela emoção

Negociar o melhor preço ou prazo mexe com as emoções de qualquer profissional. Mas, o empreendedor não deve entrar em uma discussão quando há impasses na conversa. O que é mais importante: ganhar um contrato ou ganhar seu ponto de vista? Não é uma disputa de posição porque os dois lados estão em busca de um acordo. É comum que os empresários fiquem na defensiva quando são apresentadas objeções sobre o que eles estão propondo. As pessoas confundem esse sinal, significa que a pessoa ainda está com uma dúvida e precisa ser convencido um pouco mais. O pior não é a objeção, mas quando não há resposta do outro lado.

3. “Entregar” de primeira

Negociar requer habilidade, mas a pressa em fechar o negócio deve ser deixada de lado. Acaba perdendo lucratividade. Ele explica que entregar a melhor condição, preço ou prazo já na primeira conversa pode deixar o empresário em desvantagem. Dúvidas que empreendedores têm como ‘o meu fornecedor não vai me atender nesse prazo’ ou ‘ se eu passar isso para o meu cliente, ele não vai aceitar’, são decorrentes da ansiedade. Nesses momentos, tem que estar preparado para agir com frieza e estar atento ao controle emocional.

4. Não ter as informações necessárias

Imprevistos acontecem, mas ao estar ciente de que um encontro resultará em uma negociação, prepare-se. A falta de preparo abre brechas para que o empreendedor entre em contradição ou acabe se apoiando em dados vagos. Negociar sem identificar qual é o desejo ou a necessidade desse cliente e empurrar qualquer coisa, sem ter informações precisas, não funciona.

5. Só pensar no próprio benefício

Colocar-se no lugar do outro durante uma negociação é essencial. Negociação é sempre um confronto de interesses e as pessoas buscam um interesse em comum. Essa inversão de foco é necessária porque o empreendedor com habilidade de negociar é aquele que pensa também no que o outro pode ganhar ao fechar o negócio.

Screenshot_2 Caixa Plástica Hotifruti Verde GL11
Por: R$ 29,69 à vista
ou 1x de R$ 29,69 iguais sem juros
Pagamento no Boleto: R$ 28,21 à vista

Fonte: exame.abril.com.br.

Confira outros produtos no nosso site: www.catral.com.br.
Zé Catral

Foto: Divulgação.

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 22 de janeiro de 2014.

Página 1 de 3123
Busca
Mais consultados
Conheça o nosso site
Vídeos
Curta nossa Fanpage
Siga-nos no Twitter
Ofertas exclusivas por e-mail