Comentários [0]

Rede de padaria-restaurante carioca foi inaugurada em 1996 e, após um ano, passou a funcionar 24 horas, com café da manhã self-service e almoço. Foi uma das primeiras padarias a instalar bufê no jantar. O negócio, com crescimento de 15% ao ano, atendeu 8 mil pessoas em 2009. Dessas, 60% estavam em busca dos serviços de food-service.

faturamento pode ser alto, mas os custos também são. Estrutura afinada – para operar três turnos, sem interrupção -, diversificação do cardápio, promoções para atrair diferentes tipos de público e investimento na divulgação são essenciais. Lembre-se: as pessoas buscam comodidade, ninguém sai de longe para ir a uma padaria.

 

Restaurante e padaria 24 horas – 1,15 milhão 

Equipamentos e instalações: R$ 1 milhão (aluguel de espaço físico, forno, fogão, utensílios de cozinha, câmara fria, refrigeradores, expositores, balança, exaustor, mesas e cadeiras para 30 pessoas, sistema integrado de gestão e impressora fiscal)
Capital de giro: R$ 150.000
Faturamento médio mensal: R$ 150.000
Funcionários: 24 (o dono, 3 padeiros, 3 confeiteiros, 2 cozinheiros, 10 atendentes, 3 caixas e 2 seguranças)
Prazo de retorno: 48 meses

Interessou? Saiba que na Catral você encontra os equipamentos necessários para montar sua empresa.

 
Zé Catral
 
Fonte: Revista PEGN
Foto: Divulgação

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 29 de junho de 2012.

Comentários [4]

Pesquisa feita em 2009 pela Toledo & Associados apontou que 64% das pessoas com mais de 30 anos buscam uma dieta mais saudável, mesmo em fast-food. Em consequência, até as grandes redes possuem em seus cardápios saladas, grelhados e alimentos pouco calóricos. Foram abertas ainda lanchonetes e fast-foods especializados em pratos saudáveis. Empresa do ramo criada em 2009 faturou R$ 4,5 milhões no primeiro ano. Em 2012 a receita bruta chegou aos R$ 10 milhões. As apostas são ingredientes de qualidade e baixas calorias. No cardápio, informações sobre os principais nutrientes de cada prato, mostrados por meio de ícones que indicam quais são as vitaminas e minerais, como cálcio, potássio e ferro.

 

 

Lanchonete saudável  – R$ 310.000 

Equipamentos e instalações: R$ 250.000 (aluguel de espaço físico, estoque, caixa eletrônico e impressora de cupom fiscal, software de controle de vendas e estoque, cortador de frios e de legumes, esterilizador de louça, microondas, freezer, geladeira e forno)
Capital de giro: R$ 60.000
Faturamento médio mensal: R$ 85.000
Funcionários: 15 (o dono e 14 empregados para três turnos)
Prazo de retorno: 36 meses
 
E aí? Resolveu saber mais sobre o assunto? O Blog da Catral já fez outros posts sobre como montar restaurantes naturais. Veja aqui.

E, para você que decidiu abrir o seu negócio, facilite sua vida e confira as ofertas da Catral.

 
Zé Catral
 
Fonte: Revista PEGN
Foto: Divulgação

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 29 de junho de 2012.

Comentários [0]

Os brasileiros se renderam aos produtos com certificação orgânica – produtos fabricados com matéria prima sem uso de agrotóxicos e fertilizantes químicos -, de vinhos a roupas. O mercado cresce rápido, conforme aumenta o interesse por produtos sustentáveis e alimentos saudáveis. Segundo o Ministério da Agricultura já passa dos 15 mil o número de produtores orgânicos cadastrados no Ministério da Agricultura.

Algumas marcas se dedicam aos produtos naturais desde antes da onda dos orgânicos. Alguns fornecedores já praticavam a agricultura sustentável muito antes da popularização do mercado.

 

Loja de produtos orgânicos – R$ 60.000 

Equipamentos e instalações: R$ 40.000 (aluguel de espaço físico, estoque, prateleiras, 2 freezers, caixa com cupom eletrônico, computador com software de controle de estoque e vendas)
Capital de giro: R$ 20.000
Faturamento médio mensal: R$ 20.000
Funcionários: 4 (o dono e 3 atendentes)
Prazo de retorno: 36 meses

Para montar uma loja de produtos orgânicos é preciso acreditar no estilo de vida natural e conferir as ofertas da Catral.

 
Zé Catral
 
Fonte: Revista PEGN
Foto: Divulgação

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 28 de junho de 2012.

Comentários [0]

Já faz alguns anos que os mais de 50 sabores de picolés e sorvetes do cerrado e da Amazônia são procurados por empreendedores do Brasil, a fim de quebrar o monopólio do morango e do chocolate que sempre imperou nos verões. Empresa do ramo criada em Goiânia possui franquias espalhadas pelo Brasil e possui faturamento mensal de R$ 15.000, em média. Um dos obstáculos é o transporte, já que as fábricas da marca se encontram o Centro-Oeste. É interessante investir em serviço próprio de carga refrigerada a fim de abastecer a rede, já que os produtos têm aceitação acima da esperada por parte dos cariocas e paulistanos. Mas lembre-se: o negócio sofre os efeitos da sazonalidade. É importante separar parte da receita da alta temporada para reforçar o capital de giro na baixa.

 

Produtos com frutas amazônicas ou do cerrado  – R$ 55.000 

Equipamentos e instalações: R$ 35.000 (aluguel de espaço físico, 3 freezers expositores, geladeira, balcão refrigerado, forno, automação comercial e logística de transporte)
Capital de giro: R$ 20.000
Faturamento médio mensal: R$ 15.000
Funcionários: 5 (o dono e 2 empregados por turno)
Prazo de retorno: 24 meses

O verão ainda está longe, dá tempo de se programar para montar sua franquia de sorvetes e picolés. E só na Catral você encontra freezers, geladeiras e balcões pelo menor preço. Confira.

 

Zé Catral
 
Fonte: Revista PEGN
Foto: Divulgação

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 28 de junho de 2012.

Comentários [16]

Dica para os jovens empresários que estão ligados no Blog da Catral: já pensou em abrir uma casa de sucos? Possui baixo investimento inicial e possibilita a abertura do leque de produtos. Ainda mais no Brasil, onde a variedade de frutas é imensa. Achou é a sua cara? Então saiba mais aqui!

 
Zé Catral
 
Fonte: Só Dinheiro
Foto: Divulgação

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 27 de junho de 2012.

Comentários [0]

Seguindo a onda sustentável que tomou conta das lojas de alimentação fora de casa, a consultoria Oficina Ambiental desenvolveu o selo Restaurante Sustentável para confirmar o compromisso dos restaurantes e bares que aderiram à causa. Saiba mais aqui.

Zé Catral
 
Fonte: Planeta Sustentável
Foto: Divulgação

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 26 de junho de 2012.

Comentários [0]

Não faça investimentos às cegas! Diferencie-se da concorrência conhecendo e investindo em seus pontos fracos, mas para saber quais são é necessário fazer o levantamento dos seus indicadores e analisá-los. Não perca mais tempo. Confira aqui quais os principais indicadores que devem ser levantados em sua padaria.

 
Zé Catral
 
Fonte: Sebrae
Foto: Divulgação

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 26 de junho de 2012.

Comentários [0]

Silvia Martinez, nutricionista há 24 anos, eu co-autora do livro Cardápio: Guia Prático para Elaboração, onde coloca em discussão o planejamento de um menu, desde as compras à produção. O livro fala ainda sobre o valor nutritivo e a digestibilidade dos alimentos, benefícios, mercado fornecedor, rendimento do produto, dentre outros assuntos relevantes em um restaurante.
Nesta entrevista ao programa Cozinha Profissional TV, a autora fala sobre a elaboração de cardápios, incluindo erros e acertos de seus criadores. Confira.

Cozinha Profissional TV – 05/09/2011.

Zé Catral
 
Fonte: Cozinha Profissional
Foto: Divulgação

Ofertas válidas somente para a data da publicação. Data: 25 de junho de 2012.

Página 1 de 41234
Busca
Mais consultados
Conheça o nosso site
Vídeos
Curta nossa Fanpage
Siga-nos no Twitter
Ofertas exclusivas por e-mail